Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/29475

TitleQualidade de vida de pessoas com depressão, distimia, doença bipolar e perturbações depressivas sem outra especificação
Author(s)Macedo, Ermelinda
Nossa, Paulo Nuno Sousa
Silva, Carlos F.
KeywordsQualidade de vida
Doenças do humor
Issue dateMar-2014
PublisherEscola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC)
Abstract(s)Introdução: As doenças do humor provocam um forte prejuízo nas pessoas, embora ainda não seja muito claro o seu impacte conforme a especiicidade da doença. A qualidade de vida (QDV) das pessoas com doença mental tem sido alvo de crescente interesse de investigação, por ter vindo a ser considerada uma medida importante para aferir intervenções e resultados. Objetivos: Identiicar relações signiicativas entre a qualidade de vida e a Depressão Major, (DM), Distimia (D), Doença Bipolar (DB) e Perturbações Depressivas sem outra Especiicação (PDSOE). Metodologia: Participaram 39 sujeitos com idades superiores a 18 anos, com diagnósticos médicos de DM, D, DB e PDSOE e a frequentar consulta externa de psiquiatria de um Hospital da Zona Norte de Portugal. Foram utilizados o WHOQOL-Bref, o Índice de Graffar e um Questionário de Dados Sociodemográicos e Clínicos. Os dados foram recolhidos nos domicílios dos sujeitos. Todos os sujeitos assinaram consentimento informado. Para a análise estatística recorreu-se ao Statistical Package for Social Sciences IBM SPSS Statistics, versão 19.0. Foi considerado estatisticamente signiicativo um valor de p <.05 Resultados: A D aparece com os valores mais baixos em três (DF, DP e DA) dos quatro domínios do WHOQOL-Bref. As PDSOE são as que apresentam em todos os domínios os valores mais altos. Os sujeitos com PDSOE apresentam scores superiores no DF (U = 0.5, p = .016) e DP (U = 2.5, p = .04) quando comparados com os sujeitos com DB. Os sujeitos com DM apresentam scores mais baixos para a Faceta QDV Geral do que os indivíduos com PDSOE (U = 20.0, p = .024). Os sujeitos com D apresentam scores inferiores referentes ao DF (t (14) = -3.63, p = .003) e ao DP (U= 7.5, p= .01) relativamente aos sujeitos com PDSOE. Conclusões: Os resultados deste estudo corroborem os anteriores, pois indiciam que a QDV é afetada pelas doenças do humor. As comparações com outros estudos tornam-se difíceis devido a diferenças na avaliação da QDV, nomeadamente nas características das amostras, contexto de recolha de dados e instrumentos de avaliação utilizados. Este estudo sublinha a importância de se usarem medidas corretas e rigorosas de diagnóstico no sentido de se perceber quais as doenças mentais que mais afetam a QDV das pessoas, percebendo que a relação entre ambas é complexa e nem sempre consensual, tornando-se necessária uma pesquisa continuada dessa relação.
TypeAbstract
URIhttp://hdl.handle.net/1822/29475
ISSN0874-0283
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Livros de atas / Papers in conference proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livro Atas Saude Mental 2014. qualidade de vida .pdfAbstract comunicação 1ºCLSM QDV2,46 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID