Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/29075

TitleUma análise de clima organizacional numa Unidade de Saúde Oral
Author(s)Lobo, Vânia Eugénia Ribeiro
Advisor(s)Leite, Regina Maria de Oliveira
KeywordsClima organizacional
Dimensões de clima
Organização
Organizational climate
Aspects of climate
Organization
Issue date2013
Abstract(s)O conceito de clima organizacional é caracterizado como o ambiente interno de uma organização, sendo estudado em diversas instituições, sejam de caráter público ou privado. O conhecimento, por parte dos responsáveis das instituições, da perceção que os indivíduos têm do clima organizacional, tornou-se um parâmetro relevante para o desenvolvimento saudável da organização. Apesar de a maior parte dos estudos empíricos de clima serem quantitativos e privilegiarem o inquérito por questionário, a abordagem qualitativa foi ganhando alguma expressão. O presente estudo, de natureza qualitativa, tem como objetivo avaliar as perceções dos colaboradores de uma clínica dentária sobre clima organizacional, discutindo os resultados obtidos à luz da literatura da especialidade. A análise incide sobre um conjunto de entrevistas feitas com colaboradores de uma unidade de saúde oral relativamente a determinadas dimensões de clima que procuram traduzir o clima percecionado pelos colaboradores da organização. Os colaboradores assimilam que o clima é desfavorável, tenso. O estudo incidiu sobre a liderança, a motivação e satisfação, o stress, comunicação e conflito e a formação e desenvolvimento de carreira, as dimensões aqui usadas para a análise de clima organizacional. De entre as principais conclusões destaca-se a necessidade de incentivar de forma mais eficaz o trabalho em equipa. Afigura-se imperativa a presença de um líder capaz de detetar os erros de comunicação e consequente conflito. Os resultados apontam ainda para a necessidade de estimular a motivação e apostar na formação e desenvolvimento profissional dos profissionais entrevistados.
The concept of organizational climate is characterized as the internal environment of an organization, being studied in various institutions, both public and private. Knowledge, by the heads of institutions, of the perception that individuals have of the organizational climate, has become a relevant parameter for the sound development of organizations. Although most empirical studies of climate be quantitative and privileging the questionnaire survey, the qualitative approach has gained some expression. The present study, qualitative, aims at assessing the perception of organizational climate of the staff of a dental clinic, discussing the results obtained in light of speciality literature. The analysis focuses on a set of interviews conducted with employees of a unit of oral health regarding certain aspects of climate, which are intended to translate into the climate perceived by the organization’s staff. Employees assimilate the weather is unfavourable lived tensely. The study focused leadership, motivation and satisfaction, stress, communication and conflict, and training and career development are the variables used here for the organizational climate analysis. Key findings include the need for a more effective encouragement of teamwork. The presence of a leader who is capable of identifying communication errors and mediating consequent conflicts is imperative. Results also suggest the need to stimulate motivation and invest in the training and professional development of respondents.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Gestão de Unidades de Saúde
URIhttp://hdl.handle.net/1822/29075
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vânia Eugénia Ribeiro Lobo.pdf2,07 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID