Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/28345

TitleO impacto macroeconómico das contribuições para a Segurança Social
Author(s)Lopes, Suéli Domingues
Advisor(s)Sousa, Ricardo M.
KeywordsPolítica orçamental
Contribuições para a Segurança Social
Crescimento económico
Efeitos crowding-in
Efeitos crowding-out
Fiscal policy
Social security contributions
Economic growth
Crowding-in effects
Crowding-out effects
Issue date2013
Abstract(s)Neste trabalho, pretende-se estudar o efeito das contribuições para a Segurança Social sobre o crescimento económico e o seu papel em termos de estabilização económica. Adicionalmente, procura-se analisar o impacto das contribuições para a Segurança Social para diferentes horizontes temporais. Finalmente, avalia-se a existência de efeitos crowding-in e/ou de efeitos crowding-out das contribuições para a Segurança Social sobre a despesa do sector privado. Para a elaboração deste trabalho, utilizou-se uma amostra de 32 países com dados relativos ao período de 1960 a 2007. Os resultados sugerem que as contribuições para a Segurança Social desempenham um papel importante enquanto estabilizadores automáticos nos países Europeus, nos países da OCDE e nos países de rendimento elevado. A evidência empírica mostra ainda que, embora um aumento da componente discricionária das contribuições para a Segurança Social não afecte significativamente o crescimento do produto, o impacto sobre a composição deste é relevante, em particular, dado o efeito positivo sobre o crescimento do investimento privado no longo-prazo.
This paper aims at studying the effect of Social Security contributions on economic growth and their role in terms of economic stabilization. Additionally, it assesses the impact of Social Security contributions at different time horizons. Finally, it evaluates the existence of crowding-in effects and/or crowding-out effects of Social Security contributions on private demand. Using data for 32 countries over the period 1960-2007, the results suggest that Social Security contributions play an important role as automatic stabilizers in European countries, OECD countries and high-income countries. The empirical evidence also shows that, although an increase in the discretionary component of Social Security contributions does not significantly affect GDP growth, its impact on GDP composition is relevant, in particular, given the positive long-term effect on private investment growth.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Economia Monetária, Bancária e Financeira
URIhttp://hdl.handle.net/1822/28345
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Suéli Domingues Lopes.pdf1,96 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID