Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/28159

TitleAutomatização dos paradigmas de stress para roedores
Author(s)Costa, Pedro Filipe Veloso
Advisor(s)Seabra, Eurico
Oliveira, João Filipe Pedreira de
KeywordsAutomatização
Stress
Modelos de stress
Stress crónico moderado
Stress crónico imprevisível
Roedores
Automation
Stress protocols
Chronic mild stress
Chronic unpredictable stress
Rodents
Issue date2013
Abstract(s)Devido à elevada prevalência de patologias associadas ao stress nos seres humanos, a indução de stress crónico em animais é um modelo muito utilizado em investigação biomédica, para compreender os seus mecanismos e desenvolver estratégias terapêuticas e para curar e prevenir os malefícios induzidos e provocados pelo stress. Existem dois modelos de exposição ao stress: o stress crónico imprevisível, que implica a exposição diária, durante 1 hora, a estímulos agressivos, e o stress crónico moderado, que implica uma exposição permanente a estímulos aversivos, por períodos que normalmente variam entre as 3 as 9 semanas. No âmbito de projectos de investigação desenvolvidos no Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde da Universidade do Minho, são efectuadas com bastante frequência e regularidade ensaios de stress induzidos em roedores, mas através de meios bastante rudimentares e morosos, que envolvem bastantes recursos humanos, com muitos erros e pouco controlo, fiabilidade e repetibilidade. Desta forma, o objectivo deste trabalho é a automatização do processo de indução destes modelos de stress em roedores, de forma a padronizar o mais possível a exposição aos diferentes stressores e, ao mesmo tempo, reduzir a necessidade e utilização de tempo e recursos. Assim, pretende-se desenvolver um equipamento onde os animais fiquem alojados e possam ser sujeitos aos stressores de forma automática, diminuindo o factor humano, de forma a alcançar um elevado grau de repetibilidade e fiabilidade.
Due to the high prevalence of diseases associated with stress in humans, the induction of chronic stress in animals is a model widely used in biomedical research, to understand their mechanisms and develop therapeutic strategies to cure and prevent the problems caused by stress. There are two models of exposure to stress: the Chronic Unpredictable Stress, which involves daily exposure for 1 hour, to aggressive stimuli, and the Chronic Mild Stress, which implies a continuous exposure to aversive stimuli, for periods usually ranging between 3 to 9 weeks. Within the framework of research projects developed at the Research Institute in Life and Health Sciences at University of Minho, induced stress in rodents tests are applied quite frequently and regularly, but through means quite rudimentary and cumbersome, involving too much manpower and time, with many errors and little control , reliability and repeatability. Thus, the aim of this project is to automate the process of these stress models induction in rodents, in order to save time and resources, and especially standardize as much as possible the exposure to various stressors. For this, it is intend to develop a product where the animals are housed and can be subjected to stressors automatically, reducing the human factor , to achieve a high degree of repeatability and reliability .
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Mecânica
URIhttp://hdl.handle.net/1822/28159
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
DEM - Dissertações de Mestrado / MSc Thesis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Pedro Costa_2013.pdf5,26 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID