Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/2782

TitleLeitura e insucesso escolar : percursos de crianças "de risco" - um estudo de caso
Author(s)Corte-Real, Maria José da Silva Mendes
Advisor(s)Viana, Fernanda Leopoldina
Issue date2004
Abstract(s)O domínio da leitura é uma conquista de alcance assinalável e determinante no desenvolvimento pessoal e social de todos os indivíduos. Portugal apresenta níveis de literacia insatisfatórios, mau grado os esforços financeiros e políticos que se lhes tem dedicado. A iliteracia, ligada aos problemas de abandono e do insucesso escolar, torna este tema objecto aliciante de investigação e estudo. Nesta dissertação procura-se analisar os problemas da aprendizagem da leitura, na sua fase inicial, numa tentativa de explicação para as dificuldades que muitos alunos manifestam na sua aquisição. Tenta-se também, analisar o porquê de certas crianças falharem na aprendizagem inicial da leitura e a forma como essas dificuldades são abordadas no contexto educativo. O estudo empírico que desenvolvemos envolveu 73 crianças do 1º ano de escolaridade, tendo-se identificado 21 crianças consideradas como de “risco” na aquisição da aprendizagem da leitura no final desse ano. Avaliado o desempenho na leitura dos alunos a frequentar o 2º ano de escolaridade, procura-se chamar a atenção para a forma como o sistema educativo “trata” estas primeiras dificuldades e como se intervém (ou não), na população considerada como de “risco” nesta aprendizagem. Os resultados indicam que as diferenças encontradas entre os “bons” e “maus” leitores agravam-se significativamente no final do 2º ano e que o modo como são apoiados os alunos com dificuldades é manifestamente insatisfatória, sendo a repetência a única medida de “solução” aos problemas de aprendizagem encontrados.
To master the ability to read is within the reach of any individual, who will then be able to achieve a crucial development that will greatly influence his personal standing in society. Literacy standards in Portugal are unacceptably low, in spite of some economic and political efforts put towards improving the situation. Illiteracy, linked to general problems of neglect and failure during learning, makes this a very appealing subject for research and study. Here, one tries to examine learning problems in reading, in its first stage. This, being merely an attempt to explain the difficulties shown by many students. Thus, there is an endeavour to analyse the reason why some children fail in the initial phase of learning to read and, also way those difficulties are treated in an educational context. The empirical study that we developed included 73 children in their 1st. school year and, of those, 21 were classified as “risk” at the end of the year. We estimated the results in reading levels of the pupils going into the 2nd. year, and draw attention to the way the school system “treats” these first problems and whether or not there is an intervention with the needed population. Results show significantly that the differences found between “good” and “bad” readers are worse at the end of the second year. They also show that the way those students receive adequate support, is most unsatisfactory, by making use of only a failure as a “solution” towards the problems they find.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Psicologia, na área de especialização em Psicologia Escolar
URIhttp://hdl.handle.net/1822/2782
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Dr Maria José Corte Real_Capa.pdf66,8 kBAdobe PDFView/Open
Tese Dr Maria José Corte Real_Interior.pdf14,24 MBAdobe PDFView/Open
Errata - Mº José Corte Real.pdf61,84 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID