Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/27260

TitleDinâmicas de violência no casal
Author(s)Pereira, Ana Paula Sismeiro Silva
Advisor(s)Gonçalves, Rui Abrunhosa
Issue date26-Sep-2013
Abstract(s)Aviolência no casal tem sido alvo de profusa investigação inscrita em diversos campos científicos. Esta investigação tem, maioritariamente, sido dedicada à caracterização do fenómeno da violência (frequência dos episódios, severidade em função do género dos perpetradores), caracterização dos perpetradores e caracterização das vítimas. Alguns autores têm manifestado insatisfação com a investigação produzida já que descura o contexto subjacente ao processo de violência e recorre fundamentalmente a metodologias quantitativas de investigação. A investigação que desenvolvemos procura contribuir para a construção de um conhecimento contextualizado e prossegue dois objetivos gerais: a) Caracterizar os indivíduos que perpetram violência no contexto das relações de casal nas dimensões: experiências precoces de abuso, testemunho de violência inter-parental, vinculação aos pares e ao par romântico, personalidade e psicopatia. b) Analisar, do ponto de vista do perpetrador, o processo subjacente à dinâmica de violência. Neste estudo participaram 20 homens condenados por homicídio à cônjuge ou parceira, 8 mulheres condenadas por homicídio ao cônjuge ou parceiro e 6 homens condenados por maustratos à cônjuge ou parceira. Todos os indivíduos se encontravam a cumprir pena de prisão. Para concretizarmos o segundo objetivo mas também para podermos recolher informação aprofundada sobre o primeiro, utilizámos uma metodologia mista quantitativa e qualitativa. Aplicámos instrumentos de auto-relato (16PF-5 – Questionário de Personalidade de 16 fatores (Cattell, R. B.; Cattell, A. K. S. & Cattell, H. E. P., 1993; versão portuguesa adaptada por Barros & Rocha, 1998), EREP - Experiências em Relações Emocionalmente Próximas (Brennan, Clark & Shaver, 1998; adaptação portuguesa Oliveira & Costa, 2009), RQ - Relationship Questionnaire (Bartholomew & Horowitz, 1991; adaptação portuguesa Cabral & Mena Matos, 2004) e realizámos entrevistas com um guião construído para este estudo. A avaliação da Psicopatia, decorreu da aplicação da PCL-R (Hare, 1991, 2003; versão portuguesa Gonçalves, 1999, 2007) à informação recolhida na entrevista, nos processos dos reclusos. Os resultados principais mostram-nos: a) Negligência Emocional está sistematicamente mais presente que o abuso físico e o testemunho de violência inter-parental nas experiências precoces destes indivíduos, independente do género e do tipo de crime; b) Os homens e mulheres homicidas apresentam uma configuração de personalidade mais semelhante entre si e comparativamente diferente dos homens maltratantes; c) O índice de psicopatia é baixo em todos os grupos de participantes, embora os indivíduos maltratantes exibam tendência para uma ligeira alteração na escala Estilo de Vida; d) Estes indivíduos apresentam uma vinculação Insegura tendo sido possível definir 3 padrões principais: 1) indivíduos com uma tendência de Ansiedade elevada e Evitação baixa; 2) indivíduos com uma tendência de Evitação elevada e Ansiedade baixa e 3) indivíduos com tendência de Ansiedade e Evitação moderada a elevada, sub-dividindo-se em dois padrões consoante a dimensão que é elevada; e) Cada um destes padrões de vinculação parece estar associado a um percurso diferente de violência e homicídio ao longo da relação; f) Estes percursos parecem ter subjacentes dinâmicas que expõem o impacto de vulnerabilidades internas no processamento da informação relativa à apreciação da participação de cada membro do casal no processo de violência e na regulação emocional durante o processo.
Violence within the couple has been the subject of a large body of investigation stemming from several disciplinary fields. Such investigation has been mostly devoted to the characterization of the phenomenon of violence (frequency of episodes, severity regarding the gender of perpetrators), characterization of perpetrators and characterization of the victims. Some authors have shown dissatisfaction with the investigation undertaken since it disregards the context underlying the process of violence and avails itself mostly of quantitative investigation methodologies. The investigation we have developed aims at contributing to the construction of a contextualized knowledge and prosecutes two fundamental goals: a) To characterize the individuals perpetrating violence in the context of couple relationships in the following dimensions: early abuse experiences; witnessing inter-parental violence; attachment to pears and to the romantic pear; personality and psychopathy. b) To analyze, from the point of view of the perpetrator the process underlying the dynamics of violence. Twenty men condemned for the murder of the spouse/mate, eight women condemned for the murder of the spouse/mate and six men condemned of grievous body harm to the spouse/mate participated in this study. All individuals were undergoing prison sentences. To fulfill the second goal but also so as to be able to gather grounded information on the first, we used a mixed quantitative and qualitative methodology. We applied self-reporting instruments [16PF-5 – Sixteen factor Personality Questionnaire (Cattell, R. B.; Cattell, A. K. S. & Cattell, H. E. P., 1993; Portuguese version adapted by Barros & Rocha, 1998), EREP – Experiences in Close Relationship Scale (Brennan, Clark & Shaver, 1998; Portuguese adaptation Oliveira & Costa, 2009), RQ - Relationship Questionnaire (Bartholomew & Horowitz, 1991; Portuguese adaptation Cabral & Mena Matos, 2004) and we have performed interviews with a script developed for this study. Evaluation of psychopathy resulted from the application of PCL-R (Hare, 1991, 2003; Portuguese version adapted by Gonçalves, 1999, 2007) to the information gathered from the interview, in the processes of inmates. Main results show: a) Emotional negligence is systematically more present than physical abuse and witnessing of inter-parental violence in these individuals’ early experience, regardless of gender and type of crime; b) Murderers, both male and female, present a personality configuration more similar among themselves and distinctly different to abusive males; c) Psychopathy index is low in all groups of participants, although abusive individuals show a tendency towards a small alteration in the scale Life Style; d) These individuals present an insecure attachment, having been possible to establish three main patterns: 1) individuals with a high Anxiety tendency and low Avoidance; 2) individuals with high Avoidance tendency and low anxiety; 3; individuals with moderate to high Anxiety and Avoidance tendency, subdivided in two patterns, according to which dimension is high; e) Each of these patterns seems to be associated to a different path of violence and murder throughout the relationship; f) These paths seem to have underlying dynamics which expose the impact of internal vulnerabilities in the process of information relating to the appreciation of the participation of each member of the couple in the process of violence and in the emotional regulation during the process.
TypedoctoralThesis
DescriptionTese de doutoramento em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Justiça)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/27260
AccessrestrictedAccess
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIPsi - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Paula Sismeiro Silva Pereira.pdf3,16 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis