Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/25163

Título(A)cerca de Azamor: estruturas militares ao manuelino
Autor(es)Lopes, Ana Catarina Gonçalves
Orientador(es)Correia, Jorge
Palavras-chaveAzamor
Estruturas militares
Manuelino
Data2009
Resumo(s)Azamor foi um ponto estratégico para a expansão do Reino de Portugal entre os séculos XV e XVI. O seu estudo permite reconhecer domínios políticos, relações sociais e económicas, assim como possibilita a caracterização das formas de habitar, guerrear, construir, lidar com o urbanismo, com a arquitectura e com o quotidiano das comunidades da época no Além-mar. O intervalo temporal de ocupação portuguesa na vila (1513-1542, sob reinado de D. Manuel I), cruza etapas conturbadas e de grandes mudanças na história europeia, de alterações ao gosto e necessidades arquitectónicas pelo desenvolvimento de novas políticas régias, tecnologias bélicas e filosofias do renascimento. Diversos estudos eram desenvolvidos no campo da arquitectura militar, acompanhando o aperfeiçoamento das armas de fogo. A noção de calibre, a generalização dos projécteis fundidos e a descoberta das capacidades da pólvora exigiam reformas profundas nos sistemas fortificados, na óptica da utilização/defesa do armamento pirobalístico. Crescia a teorização e tratadística que circulava pela Europa, ainda que sobre a forma de ensaio, em cópias e apontamentos. Realçamos os estudos do italiano Francesco di Giorgio Martini como aquele que mais possa ter influenciado as arquitecturas dos irmãos Diogo e Francisco de Arruda – mestres da corte manuelina, responsáveis pelo traçado e construção de dispositivos militares em Azamor. Enquadrando-se num tempo de transição, as arquitecturas da cerca de Azamor exigiram ser estudadas segundo a complexidade fundida de diversas disciplinas (arquitectura militar, urbanismo,etc.) em plena transformação e redescoberta. Através de modelos planimétricos e tridimensionais de produção original, o trabalho elabora avaliações e desenhos experimentais daquilo que poderá ter sido o projecto pensado pelos mestres Arruda. À construção de uma fortificação manuelina, agrega-se toda uma retórica de combinações geométricas e numéricas, cálculo de distâncias entre estruturas e o poder/alcance de fogo da época.
Azamor was a strategic stage for the expansion of the Portuguese Kingdom between the centuries XV and XVI. Studying it allows to recognize control politics, social and economic relations, as well the possibility characterization forms of lifestyle, war, build, how to labour with urbanism, with architecture and with daily of the communities from the oversea time. The time of Portuguese occupation in the village (1513-1542, beneath reign of D. Manuel I), crosses concerned stages and large changes in European history, of taste changes and architectural needs by the development of new policies regal, warlike technologies and renaissance philosophies. Several studies were developed on the field of military architecture, following the improvement of fire weapons. The notion of gauge, the generalization of melted projectiles and the discovery of the capacities of the gunpowder demanded extreme reforms in the fortified systems, in the optical of use/defense to study and calculate the range of armament. The theorization and treatise that circulated from Europe grew, although on the rehearsal form, in copies and notes. We enhance the italian’s Francesco di Giorgio Martini studies as one that might have more influenced the siblings' Diogo and Francisco de Arruda, manueline architecture masters, responsible for the plan and construction of military devices in Azamor. Being framed in a time of transition the military architectures of Azamor demanded to be studied according to the melted complexity of several disciplines (military architecture, urbanization, etc.) in entire transformation and rediscovery. Through planimetries and tridimentinal models by original production the work elaborates experimental valuactions and drawings of what may have been the project purposed from the Arruda masters. To the construction of a manueline fortification, one aggregates rhetorical geometries and numerical combinations, distance calculation between structures and the epoch power/attainment from fire.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado integrado em Arquitectura (área Cultura Arquitectónica, ramo História da Arquitectura)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/25163
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
EA - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Volume 1.pdfVolume 127,61 MBAdobe PDFVer/Abrir
Volume 2.pdfVolume 214,77 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis