Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/25159

TitleOs relatórios de sustentabilidade e os auditores: estudo às empresas cotadas na Euronext Lisboa
Author(s)Cortinhas, Ana Luísa Pires
Advisor(s)Oliveira, Lídia
KeywordsRelatórios de sustentabilidade
Credibilização / garantia de fiabilidade
Portugal
Auditor / entidade independente
Fatores corporativos
Sustainability reporting
Assurance
Auditor / independent entity
Corporate factors
Issue date4-Jun-2013
Abstract(s)Esta dissertação, através da perspetiva positivista, pretende analisar quais os fatores corporativos que justificam a publicação dos relatórios de sustentabilidade voluntariamente pelas empresas, bem como os fatores corporativos que sustentam a sua opção de os credibilizar. Para tal, foram realizados dois estudos, atendendo às empresas cotadas na Euronext Lisboa no final de cada exercício económico no período de 2008 a 2011. O primeiro estudo analisa quais as características das empresas que justificam a opção de publicação de um relatório de sustentabilidade. Recorrendo aos modelos logit e probit concluiu-se que as empresas de maior dimensão, menos endividadas e com maior número de participadas estrangeiras tendem a publicar o relatório de sustentabilidade. O segundo estudo analisa quais as características das empresas que justificam a opção de possuir um relatório de sustentabilidade credibilizado por uma entidade independente/auditor. Usando uma vez mais os modelos logit e probit, os resultados indicam que as maiores e mais endividadas são mais propensas a credibilizarem externamente os seus relatórios de sustentabilidade. Quanto é do nosso conhecimento, com este trabalho estudam-se pela primeira vez os fatores associados à publicação do relatório de sustentabilidade pelas empresas portuguesas cotadas na Euronext Lisboa, bem como os fatores associados à sua credibilização por um prestador de garantia externo.
This master dissertation adopts a positive approach and explores factors associated with the publication of the voluntary corporate sustainability report by companies, and factors associated with the option to assurance its sustainability report by an external assurance provider. Two studies were conducted using as sample Portuguese companies listed on Euronext Lisbon on 31 December, from 2008 to 2011. The first study examines factors associated with the publication of sustainability report. Using logit and probit models we conclude that larger companies, less indebted companies and with higher number of foreign subsidiaries tend to publish sustainability report. The second study analyses corporate characteristics associated with the option to assurance its sustainability report by an independent entity/auditor. Using once again logit and probit models, the results indicate that larger and more indebted companies are the more likely to assurance its sustainability report by an independent entity/auditor. So far as we know, this study is the first study that explores factors associated with the publication of a sustainability report by Portuguese companies listed on Euronext Lisbon, as well as factors associated with the option to assurance its sustainability report by an external assurance provider.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Contabilidade
URIhttp://hdl.handle.net/1822/25159
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EEG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Luísa Pires Cortinhas.pdf1,97 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID