Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/25157

TítuloResponsabilidade social na atividade bancária : contributo para a definição do papel da Fundação Crédito Agrícola do Noroeste
Autor(es)Ereiras, Lúcia Adriana Malheiro
Orientador(es)Valente, Marieta
Mourão, Paulo
Palavras-chaveResponsabilidade social
Mutualismo
Crédito Agrícola
Fundação Crédito Agrícola do Noroeste
Corporate responsibility
Mutualism
Foundation Crédito Agrícola do Noroeste
Data30-Mai-2013
Resumo(s)O principal objetivo deste trabalho é expor um estudo realizado numa instituição bancária, o Crédito Agrícola do Noroeste. Esta instituição de cariz cooperativo está a iniciar os primeiros passos na adoção de medidas e de uma postura de responsabilidade social há muito exigida quer pelos valores cooperativos quer pelos valores sociais. Este trabalho de auscultação da instituição e dos clientes foi concretizado com a autorização do Conselho de Administração Executivo. A recolha de informação permitiu dar resposta a algumas interrogações que foram suscitando o interesse, tais como compreender que além da principal atividade do banco ser a comercialização de produtos e serviços financeiros, promovem a realização de ações de responsabilidade social. Perceber quais as atividades que fariam com que os clientes participassem em projetos sociais para melhorar a comunidade local no âmbito das atividades da Fundação Crédito Agrícola do Noroeste. Entender a disponibilidade / vontade dos clientes para apoiar projetos de responsabilidade social promovidos pela Fundação Crédito Agrícola do Noroeste. O conceito de responsabilidade social ainda está a ser consensualizado. Deste modo, o trabalho de pesquisa principalmente a nível internacional dificultou-se, dado que os termos utilizados diferem. Mesmo a nível interno, existe a pretensão em falar do cooperativismo, da ética e mesmo do voluntariado como a “nossa responsabilidade social”. Correto ou incorreto, certamente uma discussão ambivalente. O estudo realizado vai-nos mostrar que conhecedores ou não do conceito de responsabilidade social, todas as medidas propostas a serem implementadas são apoiadas pelos cidadãos. Percebem que este conceito os beneficia, mas quando é pedida a colaboração dos indivíduos para colocar em prática determinada tarefa tentam evitar o “transtorno” e passam a responsabilidade para a entidade promotora. A análise dos inquéritos vai mostrar-nos que os indivíduos com um rendimento mensal mais baixo conseguem disponibilizar uma maior quantidade de dinheiro para apoiar causas sociais e os indivíduos com um rendimento mensal mais elevado optam por disponibilizar tempo livre. A nossa visão está formatada de acordo com diferentes opiniões e transformá-la requer tempo e engenho. Não somos estáticos, paulatinamente a nossa postura na sociedade molda-se e o importante é começar. Cativar a atenção para que o “absurdo” se torne rotina. Com a leitura da dissertação apercebemo-nos que, desde muito cedo se falava da responsabilidade social, do mutualismo intrínseco nas instituições, da troca de produtos, da dádiva, da entreajuda. Parecem conceitos ancestrais mas estão bem presentes e atuais no nosso quotidiano, nos nossos estudos, nos nossos debates.
The main objective of this work is to present a study carried out in a bank institution, the Crédito Agrícola do Noroeste. This institution of a cooperative nature is initiating the first steps into the adoption of measures and of a posture of social responsibility. This has long been demanded both by cooperative values and by social values. This work of study of the institution and of the clients was made possible by the authorization of the Executive Board of Administration. It allowed the gathering of information to give answer to some questions of interest, such as understanding how besides the principal activity of the bank (to the commercialization of financial products and services), it can promote actions of social responsibility. Another question concerned which activities would make clients participate in social projects to improve the local community in the context of the activities of the Foundation Crédito Agrícola do Noroeste. Finally, to understand the availability and willingness of the clients to support projects of social responsibility promoted by the Foundation Crédito Agrícola of the Noroeste. The concept of social responsibility is still not consensual because of this, this inquiry was made difficult mainly at international level, given that the used terms differ. Even internally, there is the claim in talking about cooperativism, about ethics and even volunteering as “our social responsibility”. Correctly or incorrectly, this is certainly an ambivalent discussion. This study is going to show us, regardless of whether the interviewees are knowledgeable of the concept of social responsibility, all the measures proposed are supported by the citizens. They realize that this concept benefits them, but when the collaboration of the individuals is asked to put in practice a certain task they try to avoid the "upset" and pass the responsibility to the promoting entity. Our vision is formatted in accordance with different opinions and to transform it requires time and ingenuity. We are not static, gradually our posture in the society is moulded and the important thing is to begin. To capture one’s attention so that the "absurd" becomes a routine. The analysis of the surveys will show us that individuals with a lower monthly income can provide a greater amount of money to support social causes and individuals with higher monthly earnings opt to provide some of their free time. Reading the dissertation we notice that, from early on, social responsibility was spoken off, about the intrinsic mutualism in the institutions, about the exchange of products, about the donation, about mutual help. They seem ancestral concepts but they are quite present and current in everyday, in our studies, in our discussions.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Economia Social
URIhttp://hdl.handle.net/1822/25157
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
GAI - Dissertações de Mestrado
NIMA - Dissertações de Mestrado/Master Theses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Lúcia Adriana Malheiro Ereiras.pdf3,38 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis