Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/24834

TitleOrientação empreendedora : a influência dos recursos e capacidades empresariais no desempenho das exportações
Author(s)Monteiro, Albertina Paula Moreira
Advisor(s)Soares, Ana Maria
Rua, Orlando Lima
KeywordsEmpreendedorismo
Orientação empreendedora,
Internacionalização
RBV
DCV
Desempenho das exportações
Entrepreneurship
Entrepreneurial orientation,
Internationalization
RBV
DCV
Export performance.
Issue date2-May-2013
Abstract(s)No âmbito da Resource-Based View (RBV) e Dynamic Capabilities View (DCV), esta investigação desenvolve-se a partir da premissa de que a orientação empreendedora constitui uma capacidade da organização que influencia a atração de recursos necessários para o desenvolvimento e desempenho das exportações. A pesquisa visa avaliar a relação entre os diferentes recursos e capacidades (orientação empreendedora, recursos organizacionais, recursos tecnológicos e capacidades dinâmicas) e a relação destes com o nível de envolvimento internacional e o desempenho das exportações. Pretende-se ainda avaliar o impacto da hostilidade do ambiente externo no desempenho nas exportações e o efeito subsequente deste na orientação empreendedora. Adotando uma abordagem metodológica quantitativa, foi aplicado um questionário a uma amostra de empresas exportadoras da região norte de Portugal. Os resultados permitem concluir que (1) a orientação empreendedora potencia a atração de recursos organizacionais e tecnológicos, (2) os recursos organizacionais influenciam positivamente a presença de recursos tecnológicos, (3) a presença de recursos organizacionais constitui um fator importante no desenvolvimento das capacidades dinâmicas e (4) estas, por sua vez, têm impacto no desempenho das exportações. Concluímos também que os recursos organizacionais e tecnológicos apresentam, respetivamente, efeitos indiretos e diretos no desempenho das exportações. Os resultados mostram ainda que as capacidades dinâmicas contribuem para transformar os recursos organizacionais em desempenho superior a nível das exportações, assim como os recursos tecnológicos se apresentam como mediadores na relação entre recursos organizacionais e desempenho das exportações. Todavia, a hostilidade do ambiente externo não mostrou influência no desempenho das exportações. Constatamos que a orientação empreendedora influencia indiretamente o desempenho das exportações e este, por sua vez, apresenta efeitos diretos na orientação empreendedora. Os resultados evidenciam, assim, que o desempenho das exportações é uma variável antecedente e consequente da orientação empreendedora. Os resultados desta pesquisa contribuem para a teoria sobre esta temática, especialmente com a compreensão de que (1) a orientação empreendedora potencia a atração de recursos e outras capacidades, (2) as capacidades dinâmicas são importantes para o desempenho das exportações e (3) este tem um efeito positivo na orientação empreendedora. Em termos práticos, ao identificar o modo como os recursos e capacidades influenciam o desempenho das exportações, este estudo orientará, por um lado, os gestores das empresas exportadoras na definição de estratégias que permitam desenvolver os recursos e capacidades relevantes para o alcance de desempenho superior em mercados de exportação. Por outro lado, poderá contribuir para a definição de programas governamentais eficazes de apoio às empresas exportadoras.
Within the Resource-Based View (RBV) and Dynamic Capabilities View (DCV), this research builds upon the premise that entrepreneurial orientation is an organization's ability that influences the attraction of the resources needed to the development and performance of exports. The research aims to evaluate the relationship between different resources and capabilities (entrepreneurial orientation, organizational resources, technological resources and dynamic capabilities) and the relationship between these and the level of international involvement and export performance. Also, it aims to further assess the impact of the external environment’s hostility in exports’ performance and its subsequent effect on entrepreneurial orientation. Following a quantitative methodological approach, a survey was applied to a sample of exporting companies in Northern Portugal. Results show that, that (1) entrepreneurial orientation enhances the attraction of organizational and technological resources, (2) organizational resources positively influence the presence of technological resources, (3) the presence of organizational resources is an important factor in the development of dynamic capabilities and (4) these, in turn, impact the export’s performance. We have also concluded that the organizational and technological resources have, respectively, direct and indirect effects on the exports’ performance. Additionally, the results show that dynamic capabilities contribute to the transformation of organizational resources into superior performance at the exports’ level, as well as technological resources present themselves as mediators in the relationship between organizational resources and export performance. However, external environment’s hostility does not influence the exports’ performance. We found that entrepreneurial orientation indirectly influences the performance of exports and this, in turn, has a direct effect on entrepreneurial orientation. The results show, therefore, that exports’ performance is a variable which is simultaneously and antecedent and outcome of entrepreneurial orientation. These results contribute to the literature on this subject, especially with the understanding that (1) entrepreneurial orientation enhances the attraction of resources and other capabilities, (2) dynamic capabilities that are important to exports’ performance and (3) exports’ performance has a positive effect on entretrepreneurial orientation. From a practitioners’ point of view the understanding of how resources and capabilities influence exports’ performance, on one hand, may contribute to the development managers of exporting firms when designing strategies to develop the relevant resources and capabilities to achieve a superior performance in exports’ markets. On the other hand, it may contribute to the design of effective government funded export promotion programs.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese doutoramento Programa Doutoral em Marketing e Estratégia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/24834
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
iMARKE - Teses de Doutoramento / PhD Thesis
EEG - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Albertina Paula Moreira Monteiro.pdf
  Restricted access
5,85 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID