Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/24549

TitleReestruturação produtiva e recomposições do trabalho e emprego: um périplo pelas "novas" formas de desigualdade social
Other titlesProductive restructuring and the reallocation of work and employment: a survey of the “new” forms of social inequality
Author(s)Marques, Ana Paula
KeywordsSegmentação do mercado de trabalho
Formas flexíveis de emprego
Desigualdades sociais
Labor market segmentation
Flexible employment routines
Social inequalities
Issue date2013
PublisherAssociação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO)
JournalCiência & Saúde Coletiva
Abstract(s)O propósito do presente artigo consiste em questionar a inevitabilidade dos processos de segmentação e precarização das relações de trabalho e emprego, responsáveis pela inscrição de “novas” formas de desigualdade social que alicerçam o actual modelo de desenvolvimento das economias e sociedades. Visa-se criticar os limites da lógica econômica e financeira, de contornos globais, que configuram um “novo espírito do capitalismo”, ou seja, uma espécie de divinização da ordem natural das coisas. Impõe-se fazer, por isso, um périplo analítico pelas transformações em curso no mercado de trabalho, acompanhado pela vigilância epistemológica que permita enquadrar e relativizar as (di)visões neoliberais e teses tecnodeterministas dominantes. A perspectivação de cenários sobre o futuro do trabalho encerrará este périplo, permitindo-nos alertar para os condicionalismos histórico-temporais, para a urgência de se desocultar o que de ideológico e político existe nas actuais lógicas de racionalização e para os processos de ressimbolização do trabalho e emprego enquanto “experiência social central” na contemporaneidade.
The scope of this paper is to question the inevitability of the processes of segmentation and increased precariousness of the relations of labor and employment, which are responsible for the introduction of “new” forms of social inequality that underpin the current model of development of economies and societies. It seeks to criticize the limits of global financial and economic logic, which constitute a “new spirit of capitalism,” namely a kind of reverence for the natural order of things. It is therefore necessary to conduct an analytical survey of the ongoing changes in the labor market, accompanied by epistemological vigilance which makes it possible to see neoliberal (di)visions and dominant technodeterministic theses in context. The enunciation of scenarios on the future of work will conclude this survey and will make it possible to draw attention to both the historical and temporal constraints and to the urgent need to unveil what is ideological and political in the prevailing logic of rationalization and processes to reinstate work and employment as a “central social experience” in contemporary times.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/24549
DOI10.1590/S1413-81232013000600007
ISSN1413-8123
Publisher versionhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232013000600007
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DS/CICS - Artigos em Revistas Internacionais/Articles in International Journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reestruturação produtiva e recomposição do trabalho e emprego.pdf84,34 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID