Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/24281

TitleA mudança narrativa em terapia cognitivo-comportamental : um estudo de caso
Author(s)Freitas, Sara Eliana Pereira
Advisor(s)Gonçalves, Miguel M.
Issue date2012
Abstract(s)Vários estudos em psicoterapia têm proposto que a mudança terapêutica é elaborada a partir de Momentos de Inovação - MIs, entendidos como exceções à narrativa problemática e codificados segundo o Sistema de Codificação dos Momentos de Inovação (SCMI). No entanto, existem também evidências na literatura que indicam que a elaboração de MIs pode ser atenuada pela reaproximação do cliente à auto-narrativa problemática. Este processo tem sido denominado por “Retorno ao Problema”, analisado através da codificação de marcadores de retorno ao problema - MRPs, tendo por base o Sistema de Codificação do Retorno ao Problema (SCRP). Alguns autores destacam as dificuldades relacionais e o sofrimento subjacente como um dos principais motivos para procurar acompanhamento psicoterapêutico. De facto, as interações interpessoais assumem um papel relevante, uma vez que a construção de auto-narrativas significativas e a própria identidade do indíviduo se encontra baseada na interação com os outros. É neste sentido que surge o Core Conflitual Relationship Theme (CCRT), como um sistema de análise dos padrões relacionais dos clientes de psicoterapia. Assim, o presente projeto consiste num estudo de caso no qual foram realizadas análises com o SCMI, o SCRP e o CCRT, no sentido de estudar a mudança da auto-narrativa de vida, através da emergência de MIs e de MRPs, e a mudança das auto-narrativas relacionais, através do CCRT. Pretende- se ainda verificar se os dois níveis de análise se encontram relacionados no processo de mudança, isto é, se a introdução de novas formas de agir, pensar e sentir ao longo das sessões de psicoterapia (i.e. MIs) permitem desenvolver mudanças nos padrões de interação interpessoal (i.e. CCRT). O caso clínico apresentava sintomatologia depressiva, tendo sido seguido em psicoterapia com o modelo de terapia cognitivo-comportamental. Tratou-se de um caso de sucesso, diferenciado a partir de critérios propostos pelo Reliable Change Index, em relação aos resultados obtidos no Beck Depression Inventory e no Outcome Questionnaire. Os resultados obtidos demonstram que não foi desenvolvida uma mudança narrativa consistente, apesar da mudança sintomática. Esta conclusão é justificada pela reduzida emergência de MIs ao longo do processo terapêutico (9.73%), acompanhada por 27% de MRPs, o que evidencia a manutenção da auto-narrativa problemática. Também a mudança relacional se apresentou comprometida, demonstrada pela manutenção dos mesmos componentes dos episódios relacionais ao longo do processo terapêutico, marcados por interações de caráter negativo. Os componentes apresentaram uma dominância de aproximadamente 50%, o que evidencia a manutenção do conflito relacional. Quanto às respostas positivas, verificou-se um aumento progressivo de respostas de aproximação ao desejo por parte do self desde as sessões iniciais (11.7%) até às finais (40%). O outro, apesar de registar uma diminuição de respostas positivas entre a fase inicial e intermédia, terminou o processo terapêutico com a mesma percentagem de respostas do self.
Several studies in psychotherapy suggest that the therapeutic change occurs through the development and expansion of Innovative Moments (IMs), considered as exceptions to the problematic selfnarrative and coded through the Innovative Moments Coding System - IMCS. Also, recent research indicates that the development of IMs can be attenuated by a client’s return to the problematic self-narrative. This process has been analyzed through the emergence of the return to the problem markers – RPMs, based on the Return to the Problem Coding System – RPCS. Some authors suggest that relationship problems and the suffering that they cause are the main reason for seeking psychotherapeutic help. In fact, the social interactions assume an important role since the construction of a meaningful life-narratives is based on the interaction with others. The Core Conflictual Relationship Theme (CCRT) allows to analyze client’s relationship patterns throughout therapeutic process. This project consists in a case study coded using the IMCS, RPCS and CCRT. We aim to explore client’s life-narrative change (through IMs and RPMs) and relationship patterns change (through CCRT) and study the association between these two levels of analyses. The clinical case that was studied in this research was diagnosed with major depression according to the DSM-IV and was followed in cognitive-behavioral therapy. It was a good outcome case as defined by the Reliable Change Index, both for the pre-post results of the Beck Depression Inventory and of the Outcome Questionnaire. Results suggest that no consistent self-narrative change occurred, despite the change in symptoms. In fact, the IMs salience is low (9.73%) and there are 27% of RPMs. Also the relationship patterns, as assessed through the CCRT, haven’t change significantly. In fact, the same negative categories of the relationship episodes persist throughout the treatment. The components showed approximately 50% of pervasiveness, suggesting that the conflictual relationships weren’t resolved. The self presented a progressively increase of positive responses of approximation to the wishes and needs, since de initial sessions (11.7%) until the end of the treatment (40%). The others, although diminished the positive responses between the initial and middle phases, ended the treatment with the same percentage of positive responses of the self.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia Clínica)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/24281
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sara Eliana Pereira Freitas.pdf2,43 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID