Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/24210

TitleAtitudes e barreiras à prática de enfermagem baseada na evidência em contexto comunitário
Author(s)Pereira, Rui Pedro Gomes
Cardoso, Maria José da Silva Peixoto de Oliveira
Martins, Maria Alice Correia dos Santos Cardoso
KeywordsAtitudes
Enfermagem baseada em evidências
Barreiras
Comunidade
Issue dateJun-2012
PublisherEscola Superior de Enfermagem de Coimbra. Unidade de Investigação em Ciências da Saúde (ESEnfC-UICS)
Abstract(s)Introdução: Várias pesquisas têm identificado diferentes atitudes e barreiras à prática baseada em evidência (PBE), nomeadamente em contextos diferenciados. Embora muitos dos resultados destes estudos possam ser transpostos para os cuidados de saúde primários (CSP), a realidade é que a importância especial e crescente da PBE, justifica o desenvolvimento de investigação destinada a precisar um diagnóstico de situação às atuais barreiras e atitudes face à PBE em CSP, especialmente considerando a reorganização e centralidade destes no Serviço de Saúde Português. Objetivos: Os objetivos de pesquisa foram: a) identificar barreiras percecionadas face à adoção de uma prática de enfermagem baseada na evidência em contexto comunitário; b) descrever as atitudes dos enfermeiros em relação à prática baseada em evidência. Para a sua consecução, procedeu-se à ordenação das atitudes e barreiras face à PBE identificadas, com base na pontuação agregada, considerando apenas as médias que totalizavam scores superiores a 50% (15 em 26 itens). Metodologia: Desenvolveu-se um estudo transversal, exploratório e descritivo que decorreu numa Unidade Local de Saúde (ULS) do norte de Portugal, recorrendo à versão teste do “Questionário de Atitudes face à Prática Baseada em Evidência” (Mckenna, Ashton e Keeney, 2004) e ainda à caraterização de diversas variáveis sociodemográficas. Foram incluídos todos os enfermeiros (N=129) a trabalhar em contexto comunitário: Unidades de Saúde Familiar, Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados, Unidades de Cuidados na Comunidade e Unidade de Saúde Pública. A colheita de dados decorreu entre dezembro de 2010 e março de 2011. Resultados: A amostra (n=95), é maioritariamente constituída por mulheres, sendo a faixa etária mais representativa dos 21-30 anos. São detentores de especialização em enfermagem 43,16% (n=41), tendo 28,4% (n=27) participado em trabalhos de investigação. Quanto às principais fontes de informação/conhecimento utilizadas para apoio às práticas, destacam-se os protocolos e os cursos, em detrimento do acesso a revistas científicas. Complementarmente foi quantificada a percentagem estimada pelos inquiridos, segundo os quais, a sua prática clínica diária é baseada em evidências: 62,6% (n=82). Em relação às barreiras identificadas, os resultados obtidos sobrepõem-se aos dos estudos internacionais embora considerem especificidades nacionais. No geral, as barreiras identificadas são de várias etiologias: pessoal, organizacional, cultural e científica, embora com predomínio da dimensão pessoal. No que se refere às atitudes é de destacar o elevado interesse e convicção demonstrados em assumir que uma PBE conduziria à adoção das melhores práticas clínicas e consequentemente a cuidados de maior qualidade, associando esta dimensão a um maior desenvolvimento profissional. Conclusões: A prática de enfermagem baseada em evidência vai ao encontro da obrigação social da enfermagem, alicerça a sua credibilidade entre as ciências da saúde e sustenta eventuais mudanças ao nível político. É portanto fundamental identificar barreiras e atitudes, independentemente das suas origens, de modo a estruturar estratégias de intervenção futuras. No nosso estudo, os enfermeiros demonstram acreditar na importância da prática baseada em evidência para o futuro da profissão, tendo uma atitude positiva face à mesma. Contudo, assumem que sentir-se-iam mais seguros se discutissem os resultados de investigação com alguém mais experiente ou se detivessem formação adequada nesta área.
TypeAbstract
URIhttp://hdl.handle.net/1822/24210
Publisher versionhttp://www.esenfc.pt/rr/index.php?module=rr&target=editionDetails&&id_edicao=45
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Livros de atas / Papers in conference proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livro de Atas - 2012_Rui Pereira.pdfResumo - Livro de Atas84,17 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID