Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/23210

TitleJogos e brincadeiras na escola: prevenção do bullying entre crianças no recreio
Author(s)Barros, Paulo Cesar de
Advisor(s)Pereira, Beatriz Oliveira
KeywordsBullying
Recreio
Criança
Escola
Escola
Recess time
Children
School
Issue date14-Dec-2012
Abstract(s)A violência escolar é um problema que tem preocupado inúmeros profissionais da educação, pois materializa-se em diversos espaços sociais e tem sido frequente nos últimos anos, no ambiente escolar. Tal fato contradiz a concepção de escola como um espaço de socialização do conhecimento, formação e, sobretudo, de proteção. Além disso, essas manifestações ultrapassam os muros escolares chegando à sociedade de forma geral. Esta forma de violência é denominada bullying definido como abuso sistemático do poder entre pares e se caracteriza por uma agressão física ou psicológica de forma continuada, assim, não se trata de um ato isolado (Olweus, 1993). Na escola, local onde as crianças passam grande parte do seu dia, são identificados muitos problemas relacionados com o comportamento dos alunos, sendo o recreio o momento onde se registram mais problemas relacionados ao bullying. O presente estudo teve como objetivo principal verificar se a utilização dos jogos e brincadeiras no recreio escolar pode contribuir para a diminuição de práticas agressivas entre pares. Foi elaborado e implementado um programa de intervenção com a inserção de materiais recreativos no horário do recreio durante um período de seis semanas diariamente. Os sujeitos da pesquisa foram 393 alunos na faixa etária dos 9 e 10 anos de idade, da 3ª e 4ª séries do ensino fundamental de duas escolas da rede municipal de ensino do município de São José dos Pinhais. O instrumento utilizado no presente estudo foi um questionário com base no de Olweus (1989). Os resultados do estudo apontaram a presença do bullying nas escolas pesquisadas, nas quais constatou-se que grande parte dos alunos já foram vítimas uma ou duas vezes. Os locais onde ocorre a maior incidência de bullying foram o pátio, as salas de aula e o recreio, sendo este o local de maior ocorrência nas escolas participantes do estudo, confirmando estudos realizados anteriormente. Verificou-se também que, independente do tipo de recreio que acontece nas escolas, as crianças o adoram, não apresentando diferenças significativas entre os níveis de satisfação nos períodos pré e pósintervenção nas duas escolas. Quanto a inserção de materiais recreativos no horário do recreio, os mesmos contribuíram para a prevenção e diminuição das práticas agressivas em crianças na faixa etária dos 9 aos 10 anos.
School violence is a problem that has worried many education professionals, because it materializes in different social spaces and also over the recent years has been frequent in the school environment. This fact contradicts the concept of school as a place for knowledge socialization, human development and above of all protection. Furthermore, these events surpass the school’s walls and reach the society in general. This form of violence is called bullying and is defined as a systematic abuse of power among peers and is characterized by a continued physical or psychological aggression, rather than an isolated action (Olweus, 1993). In school, where children spend much of their day, many problems related with students’ behavior are present, and the recess is the moment in which events related to bullying are more reported. This study aimed to determine whether the use of games and play during school recess time may contribute to reduce aggressive practices among student peers. An intervention program was developed and implemented using daily inclusion of recreational materials in the recess time during six weeks. The subjects were 393 students aged between 9 and 10 years old, 3rd-and 4thgraders from two municipal schools located at São José dos Pinhais, Brazil. The instrument used in this study was a questionnaire based on the Olweus (1989). The study results indicated the presence of bullying in the participant schools, in which it was found that most students have experienced this problem once or twice. The locations where the greatest incidences of bullying reports were the courtyard, classrooms and the recess time, and recess time was the moment with the most frequent occurrence among the schools participating in the study, which confirms previous studies. Regardless of the type of recess taking place in the schools, children reported liking it, showing no significant differences between the levels of satisfaction in the pre and post intervention in both schools. In regard of including recreational materials in the recess time, prevention and reduction of aggressive practices was observed in children aged 9 to 10 years.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Estudos da Criança (área de especialização em Educação Física, Lazer e Recreação)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/23210
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIEC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paulo Cesar de Barros.pdf5,59 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID