Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/2290

TitlePlaneamento do uso do solo em Ambiente SIG
Author(s)Soares, Maria Elisabete Santos
Ramos, Rui A. R.
Mendes, José F. G.
KeywordsUso do solo
SIG
Issue dateSep-2004
PublisherEdições Almedina, S.A.
Citation"Contribuições para o desenvolvimento sustentável em cidades Portuguesas e Brasileiras". Coimbra : Livraria Almedina, 2004. ISBN 972-40-2346-X. p. 190-210.
Abstract(s)O planeamento territorial, no qual se inclui o planeamento do uso do solo, é um processo de apoio à administração urbanística através do qual se elaboram modelos normativos específicos denominados planos. Os planos caracterizam-se por se referirem a determinado espaço num determinado tempo de vigência, e por conterem uma componente regulamentar que enquadra e possibilita o controlo das intervenções sobre o território. O conjunto dos critérios de localização configura aquilo que se designa por modelo de localização das actividades no território. De um modo geral, um modelo de localização expressa-se em termos de um conjunto de factores e restrições que reflectem, por um lado, as metas, objectivos e políticas definidos no âmbito do exercício de planeamento e, por outro lado, os modelos teóricos relativos a cada um dos usos particulares. A aplicação dos princípios e standards de localização, isto é, do modelo de localização ao território em estudo permite obter um mapa representativo da aptidão de cada parcela de terreno em relação a cada tipo de uso. É importante referir que o mapa ou carta de aptidão não representa a atribuição de usos mas tão-somente o potencial, baseado num determinado modelo, de cada parcela relativamente a cada uso. Uma mesma parcela pode ser adequada a mais que um uso; por outro lado, nem todas as áreas adequadas para um determinado uso serão necessariamente ocupadas. O objectivo geral deste artigo é o da apresentação de um modelo espacial de localização de actividades explicitado para o uso industrial que integra, por um lado, o ponto de vista dos empresários industriais e, por outro lado, o ponto de vista do ordenamento do território, bem como da sua aplicação aos casos dos municípios de Valença e Vieira do Minho. Os critérios admitidos e respectivos pesos resultam da consulta de um painel de empresários da região noroeste de Portugal, tendo-se calibrado funções fuzzy que modelam a contribuição de cada critério no processo de decisão. Os critérios foram combinados pelo operador OWA (Ordered Weighted Average) no sentido de integrar o risco na análise. Através das aplicações apresentadas é possível identificar as potencialidades deste modelo no apoio à decisão no Planeamento Territorial.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/2290
ISBN972-40-2346-X
AccessOpen access
Appears in Collections:CEC-PT - Capítulos/Artigos em Livros Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
972402346x_13.pdf415,38 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID