Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/20728

TitleInfluência parental na adolescência e desenvolvimento vocacional
Author(s)Viamonte, Isa Marlene Brito
Advisor(s)Taveira, Maria do Céu
KeywordsParental influence
Career development
Adolescence
Issue date2012
Abstract(s)The present study aims to examine parental influence on career development in adolescence. The first part of this thesis reviews the conceptual and empirical research on the influence of parents on the career development of children. The second part involves the description of the empirical study. The study involved 551 parents 340, 61.7% woman, and 211, 38.3% men) of 10th and 11th grades’ students (361, 65.5% girls, 190, 34.5% boys). Each participant is responsible for educating a student. To assess the processes of parental influence (communication, joint action and parental expectations) we used the parental influence grid developed by Pinto and Soares (2000). The results present a description and explanation of the perception of parents about the content and objectives of their conversations with the children, the activities performed or provided with and for children, as well as their expectations regarding their children’ academic and career future. The results showed that both fathers and mothers take an active role in the process of exploration and career planning of the respective children, perceive themselves as the main responsible for conversations, and most often taking the initiative in this domain. The topics covered by parents' discussions with their respective children were organized into four major themes: the school, further education, future occupation, and the person. Regarding the activities provided by parents or held jointly with the children, we verified the presence and absence of intervention. It was found that few parents, mostly mothers, claim to hold little or no activity with the children, justified by the lack of time. Regarding the existence of intervention, the most frequently mentioned activities were organized into four categories: professional, academic, personal and vocational. Finally, the analysis of the last dimension - expectations - showed that fathers and mothers of this study register the desire that their children attend a specific college, as well as a profession that gives them stability/economic independence, achievement and professional success. Mothers seem to have, in general, a higher response rate both in communication and join action dimensions.
O presente estudo tem como objetivo analisar a influência parental no desenvolvimento vocacional na adolescência. A primeira parte desta tese revê a investigação concetual e empírica sobre a influência dos pais no desenvolvimento vocacional dos filhos. A segunda parte envolve a descrição do estudo empírico realizado. Participaram no estudo 551 pais/encarregados de educação (211, 38.3% homens e 340, 61.7% mulheres) de adolescentes do 10º e 11º anos de escolaridade (190, 34.5% rapazes e 361, 65.5% raparigas). Cada participante é encarregado de educação de um educando. Para avaliação dos processos de influência parental (comunicação, ação conjunta e expectativas parentais) utilizou-se o guião de influência parental de Pinto e Soares (2000). Os resultados apresentam uma descrição e uma explicação da perceção dos pais e mães acerca dos conteúdos e objetivos das conversas com os filhos, das atividades realizadas ou proporcionadas com e para os filhos, bem como das expectativas face ao seu futuro escolar e profissional. Verifica-se que tanto mães como pais adotam um papel ativo em todo o processo de exploração e no planeamento de carreira dos respetivos filhos, percecionando-se como os principais responsáveis pelas conversas, tomando mais frequentemente a iniciativa para as mesmas. Os assuntos abordados por pais e mães nas conversas com os filhos foram organizados em quatro grandes temas: escola, futuro escolar, futuro profissional e a pessoa. Quanto às atividades proporcionadas pelos pais e mães ou realizadas em conjunto com os filhos, incluem quer a inexistência quer a existência de intervenção. Constatou-se que poucos são os encarregados de educação, sobretudo mães, que afirmam realizar poucas ou nenhumas atividades com os filhos, justificado pela falta de tempo. Quanto à existência de intervenção, as atividades mais frequentemente apontadas agrupam-se em quatro categorias: profissional, escolar, pessoal e vocacional. Por fim, a análise da última dimensão – expectativas – permitiu verificar que os pais e mães deste estudo demonstram o desejo de que os filhos tirem um curso superior específico, desempenhando uma profissão que lhes dê estabilidade/independência económica, realização e sucesso profissional. As mães parecem apresentar, no geral, uma frequência de resposta superior aos pais, tanto na dimensão da comunicação, como na de ação conjunta.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia Mestrado Integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia Escolar e da Educação)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/20728
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
CIPsi - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Mestrado Integrado Isa Viamonte.pdfTexto da Tese846,35 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID