Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/20325

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorReis, R. L.-
dc.contributor.authorAfonso, David Losa de Areia-
dc.date.accessioned2012-09-24T12:39:56Z-
dc.date.available2012-09-24T12:39:56Z-
dc.date.issued2011-
dc.date.submitted2011-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/20325-
dc.descriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Biomédica (área de especialização em Biomateriais, Reabilitação e Biomecânica)por
dc.description.abstractConsidering the fish scales composition of hydroxyapatite and type I collagen fibrils, the organized and regular pattern of the scales, and also their capability to provide a form of armor plating to protect fish from injury and disease transmission, its potential biomedical application might be striking. In this work, fish scales of the specie Lates Calcarifer, also known as White Seabass, were studied, in particular by the assessment of their potential as model for osteogenic cells culture. For this purpose the fish scales were collected in a market in Thailand. The scales characterization, especially concerning their pattern, was done by observations in SEM and Confocal Microscope. Results showed that the overall scales pattern is formed by parallel concentric lines and is highly composed of collagen. An in vitro biological analysis of the scales when used as films to support cell (osteoblasts) proliferation was also done. In order to infer about the scales patterning potential on the proliferation of cells, fibroin films with the same pattern of the fish scales were produced, as well as and films without any pattern. To assess cell viability and cell proliferation, a technique denominated Alamar Blue was performed, being the cell proliferation higher on the scales, comparing with the fibroin films. Cell adhesion morphology, cytoskeleton architecture and alignment were evaluated by observations in the SEM and Confocal Microscope. The osteoblasts presented an orientation according to the fish scales pattern alignment and acquired an elongated and narrow shape. The DNA quantification and ALP test allowed drawing conclusions about the cell activity. The cells on the fibroin samples did not show any ALP activity during the 14 days of proliferation, although the ones on the scales already showed some activity after 14 days of the cells seeding. An in vitro biological analysis of the fish scales using human adipose-derived stem cells (hASCs) was executed, in the presence or absence of osteogenic differentiation factors. The stem cells behavior was very similar to the osteoblasts, presenting a strait and elongated shape aligned with the pattern axis. Results suggest that the fish scales composition and topography are responsible for a good cell proliferation and induce modifications in cell organization and morphology.por
dc.description.abstractTendo em conta a composição das escamas de peixe em hidroxiapatite e fibras de colagénio do tipo I, o padrão organizado e regular das escamas, e também a sua capacidade de proporcionar uma forma de blindagem para proteger o peixe de lesões e transmissão de doenças, a sua aplicação biomédica poderá ser espantosa. Neste trabalho foram estudadas escamas de peixe da espécie Lates Calcarifer, referente ao Robalo Asiático, em particular a avaliação do seu potencial como modelos para cultura de células osteogénicas. Para este efeito, as escamas de peixe foram trazidas de um mercado na Tailândia. A caracterização das escamas, tendo predominantemente em conta o seu padrão, foi feita através de observações no SEM e Microscópio Confocal. Os resultados mostraram que o padrão global das escamas é constituído por linhas concêntricas paralelas e altamente composto por colagénio. Uma análise biológica in vitro das escamas quando usadas como scaffolds para suporte de proliferação celular (osteoblastos) também foi realizada. A fim de inferir acerca do potencial das escamas na proliferação dessas células foram também produzidos filmes de fibroína com o mesmo padrão das escamas e filmes sem qualquer padrão. Para avaliar a viabilidade e proliferação celular foi realizada uma técnica denominada “Alamar Blue”, tendo sido a proliferação celular maior nas escamas comparando com os filmes de fibroína. A morfologia de adesão celular, arquitectura do citoesqueleto e alinhamento foram avaliados por observações no SEM e Microscópio Confocal. Os osteoblastos apresentaram uma orientação de acordo com o alinhamento do padrão das escamas e adquiriram uma forma alongada e estreita. A quantificação de DNA e teste de ALP permitiram tirar conclusões acerca da actividade celular. As células nas amostras de fibroína não mostraram qualquer actividade celular durante os 14 dias de proliferação, contudo nas escamas mostraram já alguma actividade 14 dias depois do início da cultura das células. Uma nova análise in vitro das escamas foi feita com células estaminais do tecido adiposo, na presença e ausência de factores de diferenciação osteogénica. O comportamento das células estaminais foi semelhante ao dos osteoblastos, apresentando uma forma estreita e alongada e alinhadas com o eixo do padrão. Os resultados sugerem que a composição e topografia das escamas são responsáveis por boa proliferação celular e por induzirem modificações na morfologia e organização celular.por
dc.language.isoengpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleFish scales as model for osteogenic cells culturepor
dc.typemasterThesis-
dc.subject.udc57.086.8-
dc.subject.udc611-018.4-
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
DEP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
David Losa de Areia Afonso.pdf3,28 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID