Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/20277

TitleAvaliação do desenvolvimento vocacional na infância: versão portuguesa da Childhood Career Development Scale
Author(s)Oliveira, Íris
Advisor(s)Taveira, Maria do Céu
Issue date4-Jul-2012
Abstract(s)A investigação revela que na infância se desenvolvem competências básicas de carreira, que afetam processos futuros de tomada de decisão e de adaptabilidade vocacional. Tais evidências apelam para a implementação de intervenções psicológicas que promovam o desenvolvimento vocacional na infância. Essas podem basear-se no modelo interativo (Super, 1990), com nove dimensões – curiosidade, exploração, informação, figuras-chave, interesses, locus de controlo, perspetiva temporal, autoconceito e planeamento – e na abordagem desenvolvimentista-contextualista, que enfatiza a interdependência entre variáveis pessoais e contextuais no desenvolvimento vocacional (Vondracek, Lerner, & Schulenberg, 1986). Reconhecendo a necessidade de criar medidas para aprofundar a investigação e a prática psicológica nesta área, Stead e Schultheiss (2003, 2010; Schultheiss & Stead, 2004) construíram a Childhood Career Development Scale (CCDS), aplicável a crianças desde o 4.º ao 7.º ano de escolaridade e que avalia oito dimensões do modelo interativo. Este estudo tem por objetivo validar a versão Norte-Americana da CCDS para Portugal, recorrendo a uma amostra de 704 estudantes do 2.º ciclo do ensino básico, de dois agrupamentos públicos de escolas do Noroeste do país. A análise fatorial exploratória revela que a versão Portuguesa da CCDS integra uma estrutura de oito fatores (planeamento, autoconceito, locus de controlo, perspetiva temporal, curiosidade/exploração com reforço interno, informação, interesses e curiosidade/exploração com reforço externo) que explica 48.09% da variância. As estimativas de consistência interna variam entre .44 para a curiosidade/exploração com reforço externo, e .87 para o autoconceito. Exploraram-se os efeitos do ano escolar, do sexo e da idade nas dimensões da CCDS, recorrendo à análise de variância multivariada fatorial. Este teste estatístico aponta para a existência de efeitos principais do sexo e dos grupos etários, bem como de efeitos das interações ano escolar, sexo e grupos etários, ano escolar e sexo, e ano escolar e grupos etários. Discutem-se os resultados à luz da teoria e da comparação entre as versões Portuguesa e Norte-Americana da CCDS. As conclusões focam a aplicabilidade desta ferramenta para a investigação e para a prática futura, numa perspetiva desenvolvimentista contextualista. The research reveals that basic career skills are developed at childhood, affecting future processes of career decision making and adaptability. Such findings call for the implementation of psychological practices that promote childhood career development. These may be based on the interactive theory (Super, 1990), composed by nine dimensions – curiosity, exploration, information, key-figures, interests, locus of control, time perspective, self-concept and planning – and on the developmental-contextual approach, which highlights the interdependence between personal and contextual variables on career development (Vondracek, Lerner, & Schulenberg, 1986). By recognizing the need to develop measures in order to improve research and psychological practice on this field, Stead and Schultheiss (2003; 2010; Schultheiss & Stead, 2004) constructed the Childhood Career Development Scale (CCDS). This instrument is to be used with children from grades four to seven and measures eight dimensions of the interactive theory. The present study attempts to validate the North-American CCDS’ version for Portugal, with a sample of 704 students from grades five and six, from two public schools at the Norwest of the country. The principal components exploratory factor analysis reveals that the Portuguese CCDS’ version includes a structure of eight factors (planning, self-concept, locus of control, time perspective, curiosity/exploration internally reinforced, information, interests and curiosity/exploration externally reinforced) which explains 48.09% of the variance. The estimates of internal consistency reliability range from .44 at curiosity/exploration externally reinforced, to .87 at self-concept. There were explored the effects of grade, gender and age on the CCDS’ dimensions, through factor multivariate analysis of variance. This statistical test points to the existence of main effects of gender and age groups, as well as to interactions effects of grade, gender and age groups, grade and gender, and grade and age groups. The results are discussed according to theory and to the comparison of the Portuguese and the North-American CCDS’ versions. The conclusions regard the applicability of this tool for future research and practice, focusing on the developmental-contextual approach.
TypeMaster thesis
URIhttp://hdl.handle.net/1822/20277
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
CIPsi - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Mestrado_Íris Oliveira Repositorium.pdfTese Completa1,9 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID