Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/20167

TitleA importância das perceções de riscos dos trabalhadores
Author(s)Areosa, João
KeywordsPerceções de riscos
Acidentes de trabalho
Riscos ocupacionais
Issue dateJun-2012
PublisherRede de Investigação sobre Condições de Trabalho (RICOT)
JournalInternational Journal on Working Conditions
Abstract(s)O risco é uma entidade omnipresente nos locais de trabalho. Esta é uma situação que todos os trabalhadores têm de enfrentar no seu quotidiano laboral, embora cada atividade, profissão ou indivíduo detenha um grau de risco específico, normalmente distinto nas diversas ocupações laborais e que está associado às suas tarefas concretas. É através da enorme multiplicidade de riscos no trabalho, variável em cada universo laboral, que chegamos aos acidentes de trabalho. Cada acidente só ocorre porque a montante existe um qualquer conjunto de riscos laborais que se transformou em acidente. Os riscos laborais são assim a causa única dos acidentes de trabalho. É neste contexto que nos parece pertinente considerar a forma como os próprios trabalhadores percebem os riscos aos quais se encontram expostos nos seus locais de trabalho, visto que se um trabalhador não consegue identificar (ou identifica de forma inadequada) os seus riscos laborais, aparentemente, estará mais vulnerável a sofrer um acidente de trabalho. O estudo sobre as perceções de riscos é um campo de observação científica relativamente recente; talvez por esse motivo ainda não se tenha chegado a resultados totalmente conclusivos – embora já saibamos algumas tendências - sobre como são geradas as perceções de riscos dos trabalhadores, bem como qual a influência que efetivamente detêm na ocorrência dos acidentes de trabalho. Ao longo deste artigo iremos abordar esta temática.
Risk is an omnipresent entity in the workplace. This is a situation that all workers have to face in their daily work, although each activity, profession or individual holds a different degree of specific risk, usually distinguished in various occupations and associated to their specific tasks. It is through the huge multiplicity of risks at work, variable in each labour universe that we come to work accidents. Each accident only occurs because there are some occupational hazards that turn into an accident. The occupational hazards are thus the only cause of accidents. In this context it seems appropriate to consider how the workers perceive the risks to which they are exposed in their workplaces; so if a worker cannot identify (or identifies inappropriately) their risks at work, apparently, he will be more vulnerable to suffer an accident at work. The study on the risk perceptions is a relatively recent field of scientific observation, and it is perhaps because of that one has not yet reached completely conclusive results - although we know some trends – on how risk perceptions of workers are generated as well as on their influence on the occurrence of accidents. We will address this issue throughout this article.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/20167
ISSN2182-4096
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DS/CICS - Artigos em Revistas Internacionais/Articles in International Journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
J Areosa_pp 54 64.pdf172,06 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID