Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/19746

TitleJournalism in transition: a study of change at Jornal de Notícias' online newsroom
Author(s)Santos, Luís António
Advisor(s)Pinto, Manuel
Issue date6-Feb-2012
Abstract(s)Internet’s rapid growth and especially its cross-medium nature is moving journalism away from a traditional linear media system into a more complex environment where new and old were to coexist and where ‘established ways’ – both in production and in consumption – no longer hold absolute rule. This being said, the research field has been marked by a strong initial normative thrust which would determine both academic inquiry and professional self-perceptions. Online journalism would be portrayed as being ‘better’ or ‘worse’ when measured up against idelalized propositions of ‘what it should be’ and online journalists’ performance would also be evaluated according to their relative proximity to arguments on incorporating users’ contributions and on accepting them in the newsgathering and production processes. Awareness that change is indeed happening but outcomes are not pre-determined, rather resulting from interplay between technological possibilities, historicity, and social adoption, moved our research interest into the broad area of new media production ethnography. Through a triangulated case study approach based on observant participation at Jornal de Notícias’ online newsroom, we set out to observe online journalists’ daily work in order to assess why some procedures were adopted and others were not, in order to map out what external inputs influenced and/or determine content production, and to attempt an identification of what (if any) traces of distinctiveness does the ‘online’ tag bring into their professional ethos. We have noted that: one of the proposed advantages of online news, immediacy, did indeed become central in the new production dynamics; the increased relevance in the new online news operation of marketing concerns; transition in terms of online news production was accompanied by significant changes in the print newsroom; online newsroom production routines did not result from the pre-arranged combination of inputs from professionals with distinct competences (as it would in print) but were rather output determined, which meant that journalists performed a wide range of tasks when giving attention to a specific area; first real interactions with users helped to create a non-uniform image of their potential contributions; between our first and second observation periods, significant changes in terms of professional ‘ethos’ have occured; and finally, thematic anchoring points for journalists have disappeared - unlike their Sports, Culture, or Economics counterparts in the print newsroom, online journalists’ strongest attachment seemed to be to the online newsroom itself. In summation, this first detailed observation of a transition in the online newsroom of a major Portuguese media outlet has highlighted the richeness of detail which can be present in periods of greater fluidity and has presented hints of the emergence of a possible autonomous identity for online journalists based on their increasingly outcome oriented production roles, and on their perception of valuable acquired knowledge in areas like users’ patterns of consumption, users’ participation preferences and competitor’s relative strengths and weakenesses.
O rápido crescimento da internet e sobretudo a sua natureza multi-plataforma estão a deslocar o jornalismo de um tradicional sistema linear para um ambiente mais complexo, onde novo e velho coexistem e onde ‘formas de fazer’ estabelecidas – tanto em termos de produção como de consumo – deixaram de ter validade absoluta. A investigação do campo tem, porém, sido marcada por um ímpeto inicial deliberadamente normativo que determinou tanto questionamentos académicos como auto-perceções profissionais. O jornalismo online passou a ser categorizado como sendo ‘melhor’ ou ‘pior’ quando avaliado à luz de propostas idealizadas e a prestação dos jornalistas neste novo espaço passou a ser julgada em termos de proximidade a noções que antecipavam a incorporação de produção não-profissional nos processos de recolha e construção de materiais noticiosos. A consciência de que uma mudança está, de facto, em curso mas a percepção de que não estão ainda estabilizados os seus efeitos – resultantes de uma intensa negociação entre possibilidades tecnológicas, a sua adoção social e o contexto histórico em que isso acontece – moveram a nossa investigação para a área da etnografia da produção de novos média. Através de uma abordagem triangulada a um estudo de caso com base em observação participante, propusemo-nos observar a produção diária de jornalistas online tentando identificar razões para a adoção de determinados processos, influências externas na produção de conteúdos jornalísticos e eventuais traços distintivos de uma possível nova identidade profissional. Deste trabalho resultou claro que: uma das anunciadas vantagens do jornalismo online, a instantaneidade, tornou-se efectivamente central na dinâmica de produção; a dimensão empresarial do negócio tornou-se mais presente no dia-a-dia dos jornalistas; a transição, em termos de jornalismo online, não foi um episódio singular, tendo antes decorrido a par com outras alterações significativas no seio da redação traditional; as rotinas de produção online não resultavam da combinação pré-estabelecida de conteúdos por jornalistas com competências diferenciadas, sendo antes um processo orientado por objectivos – isto significava que os jornalistas desempenhavam um conjunto vasto de tarefas quando dando atenção a uma área específica; as primeiras interações concretas com os utilizadores (usuários) ajudaram a criar nos jornalistas uma imagem não uniforme sobre o valor das suas potenciais contribuições; entre o primeiro e o segundo período de observação registaram-se alterações significativas em termos de ‘ethos’ profissional; a ancoragem dos jornalistas a áreas temáticas específicas, como ainda acontece na maioria das redações da imprensa escrita, despareceram. Em resumo, esta primeira observação detalhada de um momento de transição na redação online de um dos principais jornais portugueses sinalizou a riqueza de detalhe que pode ser detectada em momentos de maior fluidez e apresentou indicações sobre a emergência de uma possível identidade diferenciada dos jornalistas online, baseada em rotinas de produção orientadas para objectivos concretos e na perceção de conhecimento adquirido sobre padrões de consumo dos utilizadores, suas preferências e fragilidades e mais-valias da concorrência.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Ciências da Comunicação (área de especialização em Estudos de Jornalismo)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/19746
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CECS - Teses de doutoramento / PhD theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luís António Martins dos Santos.pdf17,51 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID