Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/19636

TitleA excelência no desporto: estudo da arquitectura psicológica de atletas de elite portugueses
Author(s)Matos, Daniela Sofia Gomes de
Advisor(s)Cruz, José Fernando A.
Almeida, Leandro S.
Issue date13-Mar-2012
Abstract(s)Nas últimas décadas, com a emergência do “movimento” da Psicologia Positiva, assiste-se a um despoletar de investigações centradas na compreensão dos desempenhos excelentes em diversos contextos de realização. Contudo, apesar desta diversidade de estudos, muitas são ainda as dúvidas que persistem em torno da conceptualização e explicação da excelência, faltando uma teoria “unificadora” para a sua compreensão. Quando nos centramos no estudo da excelência no desporto, facilmente identificamos quatro grandes temáticas de investigação, ou seja, os estudos centrados na identificação das características e competências psicológicas, aqueles que se salientam fundamentalmente variáveis emocionais, os que destacam a importância e o papel da prática deliberada, e, ainda, os que, entre as inúmeras variáveis de natureza social e contextual, acentuam a importância do apoio por parte das pessoas significativas. Assumindo esta complexidade inerente ao estudo da excelência e a necessidade de adoptar uma abordagem integradora dos diferentes factores (internos e externos) intervenientes, conduzimos uma investigação, combinando metodologias qualitativas e quantitativas, ao longo de três estudos. No Estudo 1 – Percursos de excelência, participaram 18 atletas com desempenhos desportivos excepcionais em diversas modalidades (individuais vs colectivas), de ambos os géneros. Recorrendo a uma entrevista semi-estruturada e à análise de conteúdo, estudámos os seus percursos de excelência, explorando a importância de um conjunto de factores de natureza externa/contextual e interna/individual. O segundo estudo, recorrendo à aplicação de escalas e inventários junto de uma sub-amostra de 11 atletas, centrou-se nas características e competências psicológicas para o desporto, incluindo ainda os recursos de confronto (coping), dimensões do perfeccionismo e orientações motivacionais. Por último, o Estudo 3 – Quantidade e percepções das actividades de prática, recorrendo à aplicação de um diário semanal a uma sub-amostra de 9 atletas, procurou avaliar a importância dos factores de prática, nomeadamente ao explorar como se organiza uma semana “típica” de trabalho destes atletas, ao avaliar em que medida os mesmos traduzem a “regra dos 10 anos” de preparação necessária e, ainda, ao “testar” a definição e caracterização de prática deliberada. De forma congruente com a literatura, a integração dos resultados destes três estudos demonstrou que, entre os factores externos e internos relevantes para a “explicação” dos desempenhos excelentes, destacam-se as características e processos/competências de natureza emocional e psicológica e os factores de prática. Além disso, a análise das comunalidades e singularidades entre os atletas evidenciou que caminhamos no sentido de delinear um perfil ou “arquitectura” comum aos atletas com desempenhos excepcionais, perfil este que implica a ponderação de diferentes factores e abordagens conceptuais. Partindo destes resultados, apresentamos um conjunto de considerações em relação às suas potencialidades e limitações, bem como às suas implicações para investigações futuras.
In the last few decades, with the appearance of the current approaches of Positive Psychology, there has been a great emphasis of research on the comprehension of excellence in various achievement and performance domains. However, even though there is a great diversity of research, there are still many doubts concerning the conceptualization and explanation of excellence, and a unifying theory is still lacking. When we focus on the study of excellence in sports, we can identify four major themes of research: those which are centered on the identification of psychological characteristics and competencies, those which are more oriented mainly toward the contribution of emotional variables, those which highlight the importance and role of deliberate practice, and those which emphasize the impact of significant others support, among a large number of social and contextual variables. Departing from the complexity which underlies the study of excellence and the need to adopt an integrative and comprehensive approach considering different factors (internal and external), we have oriented our research combining both qualitative and quantitative methodologies, throughout three different studies. In Study 1 – Excellence pathways, 18 athletes from both genders, who excelled in several sports (individual vs. team) were involved. We studied their pathways to excellence by using a semistructured interview, aiming to explore the importance of a range of external/contextual and internal/individual factors. The second study, in which we applied several self-report instruments on a subsample of 11 athletes, was centered on the psychological characteristics and skills relevant for sport competition, including coping resources, dimensions of perfectionism and motivational orientations. Lastly, Study 3 – Quantity and perceptions of practice activities, aimed to evaluate the importance of practice factors, by applying a “weekly diary” to a subset of 9 athletes. The main aim was to explore how a “typical work week” for these athletes is organized, how athletes practices reflect the “10 year rule” of necessary preparation, and by testing the perceptions and characterization of deliberate practice. Consistent with the current literature, the integration of results for these three studies has shown that, within external and internal factors which are relevant for the explanation of excellent performance, there is an emphasis on the characteristics and processes or skills of emotional and psychological nature and also in related practice factors. Furthermore, the analysis of commonalities and singularities between athletes has shown that we are “going in a direction” which will allow us to design a “profile” or common “architecture” of athletes with excellent performance. Such a profile seems to imply the combination of multiple factors, but also of different conceptual approaches. Considering our results, we present several considerations on their potentialities and limitations, as well as implications for future research.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Psicologia (área de especialização em Psicologia do Desporto)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/19636
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIPsi - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Doutoramento_Daniela_Matos.pdf2,36 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID