Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/18510

TitleA óptica nas visitas de estudo aos Centros Interactivos de Ciência : os recursos disponíveis e a opinião dos monitores sobre o valor educativo dos mesmos
Author(s)Lourenço, Patrícia dos Santos
Advisor(s)Afonso, Ana Sofia
Issue date2012
Abstract(s)Os Centros Interactivos de Ciência são locais procurados pelos professores para realizar visitas de estudo, embora alguma literatura tenha mostrado que estes não sabem tirar o melhor proveito destes espaços. O estudo que se apresenta investigou os recursos disponibilizados pelos Centros Interactivos de Ciência, no contexto da óptica, e o seu valor educativo no âmbito de visitas de estudo do 3.º ciclo do Ensino Básico. Procurou ainda conhecer: a perspectiva dos monitores sobre o seu trabalho, qual é o valor educativo que estes atribuem aos recursos de óptica no âmbito das visitas de estudo e qual é a natureza das aprendizagens que os monitores pensam que ocorrem, como resultado das visitas de estudo. De modo a atingir estes objectivos, foram analisados 70 recursos sobre óptica, presentes em sete Centros Interactivos de Ciência de Portugal continental. Para compreender as perspectivas dos monitores, foram entrevistados 10 monitores de dois Centros Interactivos de Ciência. Os dados revelam que o tema da óptica encontra-se representado nas exposições, constituindo os módulos interactivos mecânicos, o recurso mais frequente. A maioria dos módulos interactivos são os do tipo “exemplares de fenómenos”, cobrem conteúdos de óptica abordados no 3.º ciclo do Ensino Básico, focam-se em conteúdos académicos, são para uso individual, apresentam um baixo grau de liberdade de interacção, são acompanhados de painéis que incluem explicações e procedimentos. Alguns módulos encontram-se inseridos em grandes temas. Em relação aos monitores, concluiu-se que: estes consideram os recursos de óptica adequados a alunos do 3.º ciclo do Ensino Básico; enfatizam as aprendizagens de natureza cognitiva; referem que têm várias funções - sendo as principais ajudar a operacionalizar o módulo e a compreender os conceitos a este subjacente; gostariam que houvesse uma maior interacção professormonitor, pois esta restringe-se a alguns momentos durante a visita; consideram que o valor educativo da visita de estudo é maioritariamente afectado pela preparação prévia da visita pelo professor, pela aplicação de fichas de trabalho e pelo tipo de módulos e legenda; inferem que os alunos pouco aprendem como resultado da visita de estudo. Os resultados obtidos apontam para a necessidade de: repensar-se a organização e desenho dos módulos de óptica existentes, caso se pretenda promover a literacia científica dos alunos; promover a colaboração professor-Centro Interactivo de Ciência, de modo a que a visita não se transforme num episódio isolado e de promover a formação de monitores, de modo a ajudá-los a repensar as suas práticas.
Interactive Science Centres are places often chosen by teachers for field trips. However, several studies have shown that they are unable to take the best advantage from them. The study aims at identifying the resources about optics that are currently available in these places and their educational value for students in the 8th grade. The study also aims at analyzing the explainers’ perspectives about their role during a field trip, the educational value of the resources about optics, the nature of learning that results from the field trips in which they are in charge. Data was collected in seven Interactive Science Centres in Portugal and 70 resources about optics were analyzed. In addition, 10 explainers from two Interactive Science Centres were interviewed. Results show that optics is represented in Interactive Science Centres; some of the resources are organized around themes; they cover contents of the Portuguese syllabus for students in the 8th grade; interactive science exhibits is the most frequent resource, being most of them “exemplars of phenomena”; the exhibits are designed to be used individually, have low level of interactivity, and are complemented by a label, which includes procedures and explanations mainly. In relation to the explainers, they consider the resources adequate for the 8th grade students; they emphasize the learning of contents from the resources; their main role is to help students to operate the exhibits and support learning from them; they consider that the educational value of the field trip is enhanced by the use of worksheets, by pre-visit activities carried out by the teachers, and by the nature of the exhibit; they acknowledge a systematic collaboration of teacher-explainer; and they inferred that cognitive learning is often superficial as a result of the field trip. The results seem to suggest that there is a need to rethink the organization and design of the interactive exhibits in order to enhance scientific literacy, to promote collaboration projects between teachers and the Interactive Science Centres, so that the visit does not constitute an episodic event; to engage explainer in educational training so that they can reflect and rethink about their practices.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação mestrado em Física - Formação Contínua de Professores
URIhttp://hdl.handle.net/1822/18510
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CDF - ENSINO - Dissertações de Mestrado/Master Thesis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Patricia dos Santos Lourenço.pdf11,08 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID