Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/18272

TitleEducar para a saúde, e não só para a doença : a urgência de uma mudança paradigmática
Author(s)Oliveira, Clara Costa
KeywordsEducar para a saúde
Salutogenesiss
Academia
Comunidade
Issue dateDec-2011
JournalRevista de Divulgação Científica AICA
Abstract(s)Num primeiro momento, abordaremos os vários tipos de educação para saúde: em contexto formal (sistema educativo escolar – incluindo universidades - e organizações de saúde), não formal (que ocorre em instituições como lares de idosos, centros de dia, e também escolas), e em contexto informal (que ocorre no quotidiano, quando somos cuidadores e quando de nós cuidam). Veremos que existem situações em que se verificam, no mesmo espaço físico, os três tipos de educação para a saúde. Relacionaremos a questão anterior com a educação para a saúde de tipo primário, secundário e terciário. Ao mencionarmos a importância das universidades na formação de profissionais de saúde, indirectamente nos posicionamos quanto à educação para a saúde quaternária. Por fim, indicaremos a necessidade de mudança de paradigma em educação para a saúde, de modo a centrar-nos na sua dimensão salutogénica, e não só na patogénica. Defenderemos que tal implica formarmos educadores para a saúde que possuam sentido interno de coerência, e que saibam educar os outros, em comunidade, no sentido do seu desenvolvimento.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/18272
ISSN1647-3531
Peer-Reviewedyes
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:CEHUM - Artigos publicados em revistas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo AICA.pdf
  Restricted access
artigo142,88 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID