Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/17766

TitleTransição para o mercado de trabalho: empreendedorismo numa perspectiva de género
Author(s)Marques, Ana Paula
Moreira, Rita
KeywordsEnsino Superior
Potencial empreendedor
Género
Carreira
Issue dateMay-2011
PublisherAssociação Portuguesa de Profissionais em Sociologia Industrial das Organizações e do Trabalho (APSIOT)
Abstract(s)Nos últimos anos, em Portugal como no resto da Europa, o empreendedorismo tem sido perspectivado como uma das vias possíveis de acesso ao mercado de trabalho, podendo mesmo constituir uma modalidade alternativa de transição profissional, particularmente importante para os jovens com qualificações superiores. Entende-se que o empreendedorismo coloca novos e importantes desafios à Universidade relacionados com a sua capacidade de, juntamente com outros actores colectivos (e.g. económicos, sociais, políticos), desenvolver o espírito empreendedor e uma cultura de inovação. Igualmente, em termos de políticas públicas nos domínios económicos e empresariais, o fomento ao empreendedorismo feminino surge como um factor de mobilização das mulheres para a vida económica activa, bem como uma estratégia de apoio a iniciativas empresariais, particularmente propícias à promoção dos factores da igualdade entre homens e mulheres. Neste sentido, perante um perfil de diplomado predominantemente feminino em muitas áreas do conhecimento do Ensino Superior, importa analisar a relação entre características empreendedoras, recursos sociais, académicos e profissionais e o contexto económico, social e cultural envolvente, tendo presente que as modalidades de acesso ao emprego, o desenvolvimento de uma carreira e os modelos culturais associados às organizações se apresentam, ainda, fortemente dominadas por uma racionalidade masculina e patriarcal. Face à centralidade desta temática, neste artigo avançam-se os resultados preliminares obtidos no diagnóstico sobre o potencial empreendedor dos licenciados da Universidade do Minho. Baseado nas respostas de entrevistas estruturadas realizadas a 283 licenciados de diversas áreas científicas que concluíram o curso, entre 2002 e 2008, pretende-se analisar a variável género e o seu potencial explicativo dos comportamentos diferenciados em relação ao emprego e ao empreendedorismo (propensão para o empreendedorismo, empresariado, sectores de actividade preferenciais, entre outros). Recorrendo a uma perspectiva de género, questiona-se sobre o potencial empreendedor dos jovens diplomados, procurando identificar e contrastar as suas trajectórias académicas e profissionais e as suas estruturas de representações, ao mesmo tempo que se discute sobre a importância do Ensino Superior no desenvolvimento do potencial empreendedor dos indivíduos e do reforço da sua empregabilidade.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/17766
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DS/CICS - Actas/Proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Transição para o mercado de trabalho.pdf132,15 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID