Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/14245

TitlePráticas de literacia familiar e o desenvolvimento literácito das crianças
Author(s)Cruz, Joana Sara Ferraz da
Advisor(s)Ribeiro, Iolanda da Silva
Issue date16-Sep-2011
Abstract(s)A família influência de modo determinante o desenvolvimento literácito das crianças. As práticas de literacia familiar são heterogéneas e contribuem de modos diferenciados para a promoção da literacia emergente e para a posterior aprendizagem formal da leitura e da escrita. Reconhecendo a importância dos hábitos e dinâmicas familiares das crianças em idade pré-escolar, têm vindo a ser desenvolvidos estudos de caracterização destas práticas, bem como variados programas de literacia familiar. Estas intervenções tendem a ser implementadas com o objectivo de promover o treino de competências parentais e de criar oportunidades educacionais para os pais, tendo em vista o desenvolvimento da literacia dos filhos, bem como para ajudar as famílias a tornarem-se mais conscientes e críticas quanto ao seu papel na promoção da literacia emergente. Dois objectivos principais orientaram a investigação realizada, conduzindo à realização de dois estudos. O primeiro teve por objectivos a caracterização e descrição das práticas de literacia familiar e a análise do seu impacto no desenvolvimento da literacia emergente em crianças de 4, 5 e 6 anos do concelho de Matosinhos. Participaram neste estudo 493 mães e 118 pais, com crianças em idade pré-escolar inscritas nos jardins-de-infância, da rede pública e em Instituições Particulares de Solidariedade Social. A descrição das práticas de literacia familiar envolveu o recurso à estatística descritiva, ao teste de qui-quadrado, ao test-t para amostras independentes e à correlação de Pearson, enquanto a análise da sua influência na literacia emergente foi efetuada através da análise de regressão múltipla, com recurso ao método enter. O segundo estudo contemplou a criação, a implementação e a avaliação de um programa de literacia familiar, intitulado “Ler e escrever para ajudar o meu filho a crescer”. Participaram no programa 58 Pais de crianças em idade pré-escolar do concelho de Matosinhos. O programa foi desenvolvido ao longo de 12 sessões presenciais, sendo complementado com uma aplicação informática utilizada para facilitar as dinâmicas familiares em torno da literacia emergente. O design de investigação englobou um grupo experimental e um de controlo e dois momentos de avaliação. A avaliação do impacto do programa envolveu a construção de diferentes instrumentos, designadamente a prova de avaliação da motivação para a leitura e a escrita no jardim-de-infância (EMLECJI), a escala da qualidade afectiva da interacção (EQAI) e a grelha de observação dos comportamentos interactivos de adultos e crianças (GOCIAC). De forma a avaliar os contributos do programa de literacia familiar procedeu-se à realização de análises de variância e análises de co-variância, sendo igualmente calculada a magnitude dos efeitos da intervenção em função dos diferentes indicadores avaliados. A heterogeneidade parece caracterizar quer os hábitos de leitura dos Pais enquanto leitores, quer as práticas que realizam com os filhos em torno deste domínio. Os resultados obtidos no primeiro estudo evidenciam ainda que as práticas de literacia familiar explicam uma percentagem moderada dos desempenhos nas competências de literacia emergente, apresentando um impacto significativo no seu desenvolvimento. Os resultados encontrados no segundo estudo permitem constatar que o treino parental constitui uma estratégia facilitadora do desenvolvimento literácito das crianças, designadamente na promoção de competências de linguagem oral e escrita e no desenvolvimento da motivação para a leitura e para a escrita. O programa de literacia familiar descrito parece igualmente contribuir para a melhoria da qualidade das interacções adulto-criança durante a leitura partilhada de histórias, que é considerada a actividade mais frequente realizada nos contextos familiares. Estas evidências apresentam implicações educativas relevantes no modo de conceptualizar a educação pré-escolar, em geral, e o papel dos pais e dos psicólogos escolares, em particular.
Children’s literacy development is influenced by family literacy. Home practices are diverse and differentially affect emergent literacy and children’s performance in school. Interest has increased among researchers on the importance of home literacy activities with preschool children. This concern led to the need of describing and analyzing family practices, as well as to the elaboration of family literacy programs. To enhance parental emergent literacy skills and to promote parents’ awareness of their role in children’s emergent literacy development were the main goals of these interventions. The present investigation had two main goals that led to two different studies. The first objective was to describe home literacy practices and its impact on children’s emergent literacy development. The sample consisted of 493 mothers and 118 fathers whose children attended a preschool institution. Family practices’ description involved the use of descriptive statistics, qui-square test, independent t-test and Pearson coefficient. Family literacy impact in emergent literacy skills was evaluated through multiple regression analyses. The second objective was to create, implement and evaluate a family literacy program, named “Reading and writing to help my child growing“. Fifty-eight kindergarten parents participated in the program. The intervention was implemented through twelve sessions and was complemented with a digital application which was used to facilitate family interactions around emergent literacy. The study design involved an experimental and a control group and two evaluation moments. To evaluate the program impact different instruments were created, namely a reading and writing motivation scale (EMLECJI), an affective quality interaction scale (EQAI), and an adult/child interactive behaviors observation inventory (GOCIAC). Program results were assessed through analysis of variance, analysis of covariance and effect size calculation. The results showed that parents have heterogeneous reading habits and exhibit a diverse set of practices with their children. First study results also indicated that family literacy practices explain a moderate percentage of children’s emergent literacy skills. The second study showed that parental training is a suitable strategy for improving emergent literacy. Results highlight the contribution of the intervention to the development of oral language, written language and reading and writing motivation. The family literacy program also improved affective quality of adult/child interactions during storybook reading. These findings have educative implications to educators, parents and school psychologists.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Psicologia (área de especialização de Psicologia da Educação)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/14245
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIPsi - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joana Sara Ferraz da Cruz.pdf4,56 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID