Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/13930

TitleConsiderações sobre a sustentabilidade das unidades de alvenaria
Author(s)Torgal, Fernando Pacheco
Faria, Joana
Jalali, Said
KeywordsSustentabilidade
Alvenarias
Tijolos de barro cozido
Blocos de betão
Resíduos industriais
Novos formatos
Blocos não cozidos
Issue date4-Nov-2010
Abstract(s)Em Portugal a construção de alvenarias em edifícios, tem-se pautado de há vários anos a esta parte por uma rigidez incompreensível, traduzida quase exclusivamente pela utilização de tijolos cerâmicos e blocos de betão (estes quase residualmente), apenas com funções divisórias e sem um desempenho de relevo nas vertentes térmica ou acústica. A utilização de unidades para alvenarias contendo residuos industriais, com desempenhos fisicos optimizados e permitindo ainda o aproveitamento de uma elevada capacidade resistente, constituem tendencias para uma maior sustentabilidade, que se abordam na presente comunicação. As melhores soluções disponíveis comercialmente, quer para tijolos cerâmicos quer para blocos de betão leve, permitem a execução de paredes exteriores em pano único, com elevados desempenhos térmicos (U inferior a 0,6 W/m2.ºC) e também acústicos (Rw de aprox.50 db) de alvenaria resistente, pelo que a competitividade entre ambos se fará no futuro em termos do impacto ambiental de cada uma das soluções. No entanto e tendo em conta a sua baixa energia incorporada, é expectável que os blocos de betão à base de ligantes hidráulicos venham no futuro a conquistar uma maior quota de mercado. O futuro passará assim pela utilização de unidades de alvenaria capazes de cumprir simultaneamente vários requisitos, e que possam ainda incorporar resíduos de outras indústrias.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/13930
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:C-TAC - Comunicações a Conferências Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alvenarias_Cincos_2010.pdfPrincipal2,81 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID