Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/13380

TitleO Monumento Natural do Cabo Mondego : proposta para uma estratégia de geoconservação e de um plano de ordenamento
Author(s)Rocha, João Nuno Correia
Advisor(s)Henriques, Maria Helena
Issue date2010
Abstract(s)O Cabo Mondego, um afloramento de rochas de idade jurássica localizado no extremo ocidental da Serra da Boa Viagem (Figueira da Foz), é detentor de uma notável geodiversidade, que deve ser objecto de implementação de medidas de conservação, de valorização e de manutenção da sua integridade. Com base na excepcional qualidade do registo geológico de importância internacional e nos seus elevados valor científico e didáctico, esta área protegida foi classificada, por decreto regulamentar, em 2007, como Monumento Natural, com o objectivo de promover quer a conservação do seu património geológico, quer a investigação científica e a divulgação e educação centrada nas Ciências da Terra. Apesar da classificação deste território com a figura de Monumento Natural, não existia, até ao momento, um inventário dos geossítios que integram o seu património geológico que, no presente trabalho, foram alvo de identificação e caracterização. Com base no potencial para uso didáctico e turístico, foi definido um conjunto de 12 geossítios, com valores relacionáveis com vários domínios das ciências geológicas (estratigrafia, paleontologia, etc.): GSSP do Bajociano; ASSP do Batoniano; Depósitos de sin rifte (início); Depósitos de sin rifte (clímax); Descontinuidade Jurássico Médio-Superior; Depósitos fluviodeltaicos; Miradouro da Bandeira; Monte Redondo; Pegada de dinossauros e marcas de ondulação; Pegadas de Dinossauros e fendas de retracção; Registo estratigráfico e paleontológico do Caloviano; Vale da Anta. A utilização deste espaço para a realização de actividades turísticas e pedagógicas deve ser sustentada por instrumentos de gestão territorial, pelo que se apresentam alguns contributos para a criação de um plano de ordenamento. Nesse sentido, procedeu-se a uma análise das servidões e restrições, que permitiram a elaboração de uma Planta de Condicionantes. A avaliação das restrições e da vulnerabilidade dos geossítios fundamentou a definição de áreas de protecção parcial e as áreas prioritárias para a geoconservação, expressas numa Planta de Síntese. Com o objectivo de promover a educação ambiental e a utilização sustentável deste território, dos seus geossítios e da sua geodiversidade, conceberam-se e elaboraram-se alguns documentos com fins pedagógicos e de divulgação – Guia Pedagógico, Carta de Geossítios, Painel Informativo – e defendeu-se a criação de um centro de interpretação geológica, considerados recursos didácticos imprescindíveis na implementação de uma estratégia de Geoconservação do Monumento Natural do Cabo Mondego, fundamental para a garantia da sua integridade.
In the western part of Boa Viagem Mountain (Figueira da Foz, western Portugal), the Jurassic rocks of Cape Mondego bears a remarkable importance justifying the implementation of a series of strategies to preserve and to conserve its integrity. Based on the exceptional quality of the geological record, on its international importance and on its high scientific and educational values, this protected area was classified in 2007 as a Natural Monument, with the aim to promote the geological heritage conservation, scientific research and education focused on Earth Sciences. Despite the classification of this territory as Natural Monument, there has been no systematic geosites inventory. The geological heritage and the geosites which are object of study, were subjected to identification and characterization. Based on the potential for educational and tourist uses, a set of 12 geosites was defined with values related to various geosciences’ domains (stratigraphy, paleontology, etc.): GSSP of the Bajocian; ASSP of the Bathonian; syn-rift deposits (both early and climax stages); Middle-Upper Jurassic Discontinuity; fluvial-deltaic deposits; Bandeira; Monte Redondo; dinosaur footprint and ripples marks; dinosaur footprints and mud cracks; stratigraphic and paleontological record of the Callovian; and Vale da Anta. The potential use of the geosites to both educational and tourist activities must be supported by territorial management plans. This work presents some contributions to the creation of a development plan expressed by a “Planta de Condicionantes”. The evaluation of legal restrictions and of geosites vulnerability substantiates the definition of partial protection areas and priority areas for geoconservation, expressed in “Planta de Síntese”. In order to promote environmental education, the sustainable use of this area and its geodiversity and geosites, there were created some documents for educational purposes – a Teaching Guide, a Geosites Map, and an Informative Panel. A geological interpretation centre was also suggested. These educational resources are seen as essential in implementing a geoconservation strategy in Cape Mondego Natural Monument.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Património Geológico e Geoconservação
URIhttp://hdl.handle.net/1822/13380
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CCT - Dissertações de Mestrado/MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese.pdf36,7 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID