Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/13356

TítuloÀ descoberta de Bracara Augusta : um projecto de arqueologia urbana no norte de Portugal
Autor(es)Lemos, Francisco Sande
Martins, Manuela
Delgado, Manuela
Palavras-chaveBracara Augusta
Arqueologia
Norte de Portugal
DataJan-1995
EditoraUniversidade do Minho. Conselho Cultural
RevistaForum
Resumo(s)Bracara Augusta foi fundada na última década do I milénio a.C., na divisória das bacias dos rios Cávado e Ave, a igual distância dos rios Minho e Douro, no centro de um populoso espaço, a meio caminho entre o litoral e as montanhas, que delimitam um vasto anfiteatro natural. Sede de conventus iuridicus pertencia à Tarraconensis, tal como Lucus e Asturica. Mais tarde seria capital da Callaecia, província estabelecida no reinado de Diocleciano. No Baixo Império terá sido uma extensa urbe, com poder episcopal desde o século IV (385 d.C.). Em 411 foi conquistada pelos Suevos, de cujo reino foi a cabeça. Em 456 foi saqueada pelo Visigodos dirigidos por Teodorico II. 0 breve reino suevo terminou em 585. Todavia, durante os séculos VI e VII a sua importância como centro religioso, sede metropolitana da Callaecia persistiu, tendo sido o local de três concílios (561; 572; 675) .
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/13356
ISSN0871-0422
Arbitragem científicano
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:UAUM - Revistas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fourm 17.pdf4,5 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis