Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/13336

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFontes, Luís Fernando Oliveira-
dc.date.accessioned2011-08-23T10:54:03Z-
dc.date.available2011-08-23T10:54:03Z-
dc.date.issued1989-10-
dc.identifier.issn0871-0422-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/13336-
dc.description.abstractDestruição e abandono são, inequivocamente, as palavras que mais frequentemente se ouvem quando se fala em Patrimonio Cultural. A persistencia da sua utilização, a par da pouco habitual referência a protecções, recuperações, revitalizações e estudos, só pode significar que a situação não se tem alterado. O património arqueológico não escapa ao panorama geral, e proteger continua a ser a angustiante preocupação quando, pelo contrario, se deveriam concentrar todos os esforços na investlgação, recuperação e revitalização de sítios, monumentos, colecçõoes, museus. etc.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade do Minho. Conselho Culturalpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectArqueologiapor
dc.subjectS. Frutuosopor
dc.subjectPatrimóniopor
dc.titleS. Frutuoso revisitado ou a recente revitalização do monumentopor
dc.typearticlepor
dc.peerreviewednopor
oaire.citationStartPage41por
oaire.citationEndPage56por
oaire.citationIssue6por
oaire.citationConferencePlaceBragapor
oaire.citationTitleForumpor
sdum.journalForumpor
Appears in Collections:UAUM - Revistas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fourm 6 B.pdf7,7 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID