Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/13183

TítuloApropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning : estudos de caso em contexto educativo
Autor(es)Moura, Adelina Maria Carreiro
Orientador(es)Carvalho, Ana Amélia Costa Conceição Amorim Soares
Data26-Mai-2011
Resumo(s)Os dispositivos móveis - Telemóvel, PDA, Pocket PC, Tablet PC – têm vindo a ser usados como ferramentas de aprendizagem em mobile learning. A emergência de novos cenários educativos levou-nos a tentar compreender os desafios e oportunidades da integração de dispositivos móveis, como o telemóvel, no processo de ensino e aprendizagem. Propõe-se um referencial teórico com base nas abordagens Construtivistas, na Teoria da Actividade e no Modelo ARCS, que esteve subjacente ao estudo desenvolvido. O estudo analisou como os alunos se apropriaram do telemóvel como ferramenta de aprendizagem, avaliou o telemóvel como ferramenta de mediação em actividades de aprendizagem e analisou as potencialidades e limitações da sua integração no processo de ensino e aprendizagem. Para a consecução destes objectivos criámos um conjunto variado de actividades curriculares mediadas pelos telemóveis dos alunos e desenvolvidas nas disciplinas de Português e Francês. A investigação realizada é qualitativa com opção metodológica pelo estudo de casos múltiplos (quatro), mas com apenas uma unidade de análise. Participaram sessenta e oito alunos do ensino secundário geral e profissional, diurno e nocturno, de duas escolas urbanas, uma pública e outra semi-privada. Trata-se de um estudo exploratório, em virtude da escassez de estudos na área, por se tratar da integração de uma nova tecnologia no ensino. As técnicas de recolha de dados utilizadas foram o inquérito e a observação. Desenvolvemos e validámos quatro questionários e dois guiões, um para entrevistas individuais e outro para focus group. O questionário I teve como objectivo caracterizar os participantes, o questionário II conhecer a reacção ao uso de podcasts para revisão de conteúdos e aperfeiçoamento da leitura e pronúncia em língua francesa, o questionário III analisar a reacção às actividades por SMS e o questionário IV estudar a opinião sobre o uso do telemóvel como ferramenta de aprendizagem dentro e fora da sala de aula. As entrevistas individuais permitiram recolher reacções dos participantes à utilização do telemóvel como ferramenta de aprendizagem e compreender a interacção e comunicação estabelecida durante o desenvolvimento do estudo. O focus group possibilitou recolher informações complementares do uso do telemóvel como ferramenta de mediação. A análise dos dados obtidos permitiu concluir que apesar da novidade da integração de dispositivos móveis como ferramentas de apoio às actividades de aprendizagem, os alunos aceitaram usar os seus próprios telemóveis, que incorporaram naturalmente nas suas práticas de estudo, explorando as várias funcionalidades através de diferentes actividades curriculares, realizadas dentro e fora da sala de aula, de forma individual e colaborativa. O telemóvel usado como ferramenta mediadora de aprendizagem possibilitou tirar dúvidas e aprender quando era mais conveniente, permitiu um contacto permanente com os conteúdos curriculares, aumentar a motivação do aluno pela disciplina e o aperfeiçoamento da leitura em língua estrangeira. Os dados revelaram ainda grande satisfação dos alunos pelas tarefas realizadas, que tornaram o processo de ensino e aprendizagem mais atractivo, e o reconhecimento do potencial educacional do telemóvel para apoio ao estudo. Este estudo constitui um contributo para a integração de dispositivos móveis na educação e alerta para as novas oportunidades de aprendizagem proporcionadas por mobile learning.
Mobile devices, such as mobile phone, PDA, Pocket PC or Tablet PC, have been used as tools for learning. The emergence of new educational scenarios has led us to conduct this research to understand the challenges and opportunities of integrating mobile phone, into teaching and learning. It was proposed a framework based on constructivist approaches, in Activity Theory and ARCS Model, which underlies the study. The study analysed how students appropriated mobile phones as a learning tool, assessed the mobile phone as a mediation tool in learning activities and discussed the potentials and limitations of their integration in teaching and learning process. To achieve these objectives we have established a variety of curricular activities mediated by students' mobile phones and developed in the Portuguese and French school subjects. It is a qualitative research with multiple study cases (four), but with one unit of analysis only. Sixty-eight students from two urbans schools, one a State secondary school and the other a semiprivate vocational school, attended this study. This is an exploratory study, due to the scarcity of studies in the area, because it is the integration of new technology, such as the mobile phone, into teaching. The data collection techniques used were inquiry and observation. We developed and validated four questionnaires and two guidelines (one for individual interviews and the other for a focus group). The first questionnaire aimed to characterise the participants, the second questionnaire collected students’ reactions to the use of podcasts for content review and improvement of reading and pronunciation in French, the third questionnaire analysed students’ reactions to SMS activities and the fourth questionnaire studied students’ opinions about using the mobile phone as a learning tool, both inside and outside the classroom. Individual interviews allowed to get participants' feedback concerning the use of the mobile phone as a tool for learning and understanding the interaction and communication established during the study development. The focus group allowed to collect additional information from mobile phone use as a mediation tool. The data analysis showed that despite the novelty of integrating mobile devices as tools to support learning activities, the students accepted to use their own mobile phones, which naturally incorporated it in their study practices, exploring several features on different curricular activities, both inside and outside the classroom, individually and collaboratively. The mobile phone used as a mediating tool for learning, allowed to ask questions, learn at a when it is most convenient, be in permanent contact with the curriculum contents, increased students’ motivation for the school subject and promoted the improvement of foreign language pronunciation. The data also showed the students’ great satisfaction in performing tasks that made the process of learning and teaching more attractive, and they recognized the educational potential of mobile phone to support the school study. This research is a contribution towards the integration of mobile devices into education and an alert about the new learning opportunities that are offered by mobile learning.
TipodoctoralThesis
DescriçãoTese de doutoramento em Ciências da Educação - Especialidade de Tecnologia Educativa
URIhttp://hdl.handle.net/1822/13183
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CIEd - Teses de Doutoramento em Educação / PhD Theses in Education
BUM - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Integral.pdf5,5 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis