Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/12034

TitleA colecção de estirpes autóctones de Saccharomyces cerevisiae das principais regiões vitivinícolas portuguesas
Author(s)Vieira, E.
Neves, J. Drumonde
Machado, Raul
Silva, Paulo
Gomes, Ana Catarina
Sousa, Susana
Ramos, P.
Alemão, F.
Lima, Maria Teresa
Araújo, Isabel M.
Duarte, Filomena
Santos, Manuel A. S.
Casal, Margarida
Schuller, Dorit Elisabeth
KeywordsSaccharomyces cerevisiae
Colecção de leveduras
Leveduras autóctones
Issue dateMay-2010
Abstract(s)A levedura Saccharomyces cerevisiae é caracterizada por uma elevada variabilidade fenotípica, que está associada à ocorrência de estirpes em habitats naturais diversificados. Em trabalhos anteriores, demonstrámos a elevada diversidade de estirpes isoladas a partir de ambientes vitivinícolas na Região dos Vinhos Verdes, bem como a ocorrência de estirpes características para cada terroir. A recolha de estirpes autóctones foi alargada a outras regiões (Alentejo, Açores, Bairrada, Dão, Douro, Estremadura e Ribatejo), incluindo as castas mais representativas (Alvarinho, Aragonês, Arinto, Avesso, Baga, Bical, Castelão, Loureiro, Maria Gomes, Terrantez, Touriga Nacional e Verdelho). Pelo uso de diferentes marcadores moleculares foram identificadas 662 estirpes a partir dos 4470 isolados recolhidos. A colecção de S. cerevisiae de ambientes vitivinícolas é utilizada para a selecção de estirpes mais apropriadas para vinificação e que realçam as propriedades sensoriais características. Adicionalmente, constitui um recurso para a conservação da biodiversidade e partilha de dados genéticos.
TypeOral presentation
DescriptionApresentação efectuada no "Simpósio de Vitivinicultura do Alentejo, 7, Évora, 2010"
URIhttp://hdl.handle.net/1822/12034
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DBio - Comunicações/Communications in Congresses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Évora maio 2010.pdfComunicação VIII Simpósio de Viticultura do Alentejo6,72 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID