Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/11535

TitleSistema imunitário e património: proximidades metafóricas
Author(s)Durand, Jean-Yves
Cunha, Manuela Ivone P. da
KeywordsPatrimónio
Sistema imunitário
Metáforas
Ideologia patrimonialista
Heritage
Immune system
Metaphors
Heritagist deology
Issue date2010
PublisherInstitut Català D’antropologia (icaria)
CitationIn MÁRMOL, Camila del; FRIGOLÉ, J.; NAROTZKY, S., eds. – “Los lindes del património : consumo y valores del pasado.” Barcelona : Icaria. ISBN 978-84-9888-272-8. p. 373-381.
Abstract(s)É sabido que os usos contemporâneos da noção de “património” tais como aplicados aos bens culturais têm a sua origem nos campos do direito e da biologia, a partir dos quais se desenvolveram potentes extensões metafóricas. Uma etnografia das práticas vacinais em dois países europeus fornece uma oportunidade de redireccionar a análise das concepções do património da área da cultura para o senso comum acerca de certos aspectos da saúde. Este regresso a uma das origens da noção mostra que a hegemonia da ideologia patrimonialista que se constituiu em relação à “cultura” informa hoje reflexivamente parte das representações mais comuns acerca do sistema imunitário ou do património genético. A partir desta recentragem da análise, é possível encontrar pontos de vista renovados para uma leitura crítica das tensões entre responsabilidade colectiva e autonomia individual que são inerentes às políticas e práticas do património em qualquer área da vida social.
Contemporary uses of the notion of “heritage”, when applied to cultural goods, originate in the fields of law and biology, from which they have expanded into powerful metaphoric extensions. An ethnography of vaccination practices in two European countries allows for shifting the analysis of ideas about heritage from the domain of culture to commonsense views about certain aspects of health. This return to one of the origins of the notion shows that the hegemony of the “heritagist” ideology which has taken shape in relation to “culture” now reflexively informs part of the common representations of the immune system or of the genetic heritage. With this recentering of the analysis, it is possible to find renewed standpoints leading to a critical reading of the tensions between collective responsibility and individual autonomy that are inherent to the politics and practices of heritage in any area of social life.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/11535
ISBN978-84-9888-272-8
AccessOpen access
Appears in Collections:CRIA-UMinho - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SistImunPat.pdf585,57 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID