Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/11016

Title: Desenho infantil : modos de interpretação do mundo e simbolização do real : um estudo em sociologia da infância
Authors: Gomes, Zélia Fernanda Fonseca
Advisor: Sarmento, Manuel Jacinto
Keywords: Desenho
Infância
Culturas da infância
Crianças
Drawings
Childhood
Childhood cultures
Children
Issue date: 13-Jan-2010
Abstract: O presente estudo teve como meta conhecer a cultura geracional da infância a partir do desenho infantil. O desenho infantil está presente nas vidas das crianças enquanto produção simbólica e linguagem original, integrando o seu universo expressivo. O desenho infantil, enquanto veículo de comunicação, é facilitador de transmissão de mensagens quer em alternativa, quer em conjunto com a linguagem falada, é uma ferramenta de que as crianças dispõem para inscreverem os seus modos de entendimento do mundo, na primeira pessoa. Neste sentido considerámos questionar: qual a importância do contexto escolar na acção de produção do desenho? Em que medida o desenho infantil é meio de comunicação inter e intrageracional? Que indicadores de apropriação da cultura de pertença estão presentes nas narrativas gráficas das crianças? De que forma traduz o desenho as vivências significativas do seu autor? Como é que a criança expressa no desenho a interpretação do real? O estudo revelou as seguintes respostas: o contexto escolar condiciona a acção de produção do desenho infantil, através da sua vertente humana, o poder do adulto; o desenho infantil constitui-se como um meio de comunicação entre pares, e com adultos, enquanto linguagem simbólica que expressa o entendimento das crianças acerca do mundo; as narrativas gráficas infantis transportam elementos da cultura, global e escolar, enriquecida e transformada pelos elementos presentes na cultura real de pertença; no desenho as crianças inscrevem vivências significativas do seu quotidiano, inserem o conhecimento que possuem da sua comunidade, do seu ambiente físico próximo, das experiências e interacções vividas em vários contextos: família, escola, comunidade e natureza. O desenho das crianças é um modo de expressão, cujo estudo tem amplas implicações no contexto sociológico de formação, assim como nas seguintes questões pedagógicas: i) facilitar a compreensão dos conteúdos escolares; ii) incentivar o aumento do interesse pela cultura escolar alicerçando assim o sucesso educativo.
The present study was aimed to know children’s generational culture from the analysis of children's drawing. The children’s drawing is present on their lives as symbolic production as well as original language, integrating their expressive universe. The children’s drawing, as communicational vehicle, makes it easier to transmit messages not only as an alternative but also together with the spoken language; it is a tool that children have at their disposal to inscribe their ways of perceive the world, on the first person. In this sense we considered to question: What is the significance of scholar context on the action of producing drawings? In what manner is children’s drawing a communication mean both inter and intra-generational? Which indicators of the culture of belonging appropriation are present in children’s graphic narratives? How does the drawing reflect the meaningful experiences of its author? In what way does the child express its interpretation of the real, in drawings? The research provided the following answers: the scholar context conditions children’s production of drawings by means of its human component: the power of the adult; children’s drawing is constituted as a way to communicate between peers, and with adults, as symbolic codified language expressing how children understand the world; the childhood graphic narratives transport culture elements, both global and scholar, richened and transformed by the elements present in the real culture of belonging; on drawings, children inscribe meaningful quotidian experiences, insert their knowledge of the community they live on, of the physical environment close to them, of the interactions lived in a variety of contexts: family, school, community and nature. Children’s drawing is a form of expression; its study has vast implications in the context of sociological training, as well as in the following pedagogical questions: to facilitate the comprehension of school contents; ii) encourage the increasing of interest in school culture thus rooting the educational success.
Type: masterThesis
Description: Dissertação de mestrado em Sociologia da Infância
URI: http://hdl.handle.net/1822/11016
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdf50,22 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis