Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/10698

TitleO olhar da criança sobre a obesidade infantil
Author(s)Oliveira, Maria João Mendes de
Advisor(s)Rabot, Jean-Martin
KeywordsObesidade Infantil
Alimentação
Criança
Estigma
Imagem corporal
Sociologia da infância
childhood obesity
nutrition
child
stigma
body image
Childhood sociology
Issue date8-Jul-2009
Abstract(s)A obesidade infantil já é considerada por muitos autores como sendo a epidemia do século XXI. Tendo em conta os estudos efectuados em relação a este tema, pretendemos apresentar uma abordagem geral sobre algumas das causas e algumas soluções, seja através, da escola, da família ou de programas de prevenção de âmbito nacional e internacional. De uma forma mais específica, o presente trabalho constitui uma análise sociológica da construção das relações de um grupo de pares, com crianças em idade escolar, sobre o conhecimento que estas crianças têm sobre a obesidade e até que ponto este facto é determinante nas suas relações do dia a dia. No contexto do que foi dito anteriormente, realizamos uma investigação cujos principais objectivos foram: 1. Tomar conhecimento da actividade física praticada depois das aulas. 2. Determinar o grau de autonomia de mobilidade e circulação no espaço urbano. 3. Determinar as actividades preferidas de lazer praticadas dentro e fora de casa. 4. Determinar as opiniões dos alunos relativamente a uma alimentação saudável. 5. Determinar a frequência com que os alunos ingerem determinados alimentos e a frequência com que acham que devem ingerir. 6. Determinar a frequência com que os alunos realizam algumas refeições e a frequência com que acham que devem fazer. 7. Caracterizar as opiniões dos alunos relativamente à sua aparência física. 10. Caracterizar o grau de amizade entre os alunos da amostra. Para atingir estes objectivos, foram aplicados vários questionários, em diferentes fases aos alunos da amostra. No que diz respeito, à prática de actividade física, os resultados obtidos indicam que a maioria dos alunos pratica um desporto extra-escolar. Quanto à autonomia de mobilidade e circulação no meio urbano, os resultados obtidos demonstram que a maioria dos alunos demonstrou ter alguma liberdade de circulação apesar de se deslocarem para a escola, para o clube desportivo e para a casa dos amigos quase sempre de automóvel. No que diz respeito à alimentação, os resultados obtidos indicam que na sua generalidade os alunos têm consciência do que é uma alimentação saudável, contudo quando questionados sobre a frequência de ingestão de alguns alimentos algumas respostas indicam alguma confusão. No que concerne à determinação do grau de amizade, verifica-se que os alunos escolhidos como preferidos e como menos preferidos nada têm a ver com a questão do peso. Para finalizar, a partir dos dados obtidos a maioria dos alunos mostrouse satisfeita com a sua aparência física e não tem intenções de a alterar.
Childhood obesity is considered by many authors as the epidemic of the XXI century. Taking into account the studies on this issue, our goal is to present a general approach on some of the causes of childhood obesity as well as some solutions, through the school, the family or prevention programs for national and international areas. In more specific words, this work is a sociological analysis of the construction of relations in a group of peers, with school-age children, about the knowledge that these children have on obesity and the extent to how critical this issue is in their daily relations. In the context of what was said previously, we conducted a research whose main objectives were: 1. To take note of physical activity practiced after school. 2. to determine the degree of mobility and autonomy of movement in urban space. 3. To know their favourite recreational activities conducted in and outside the home. 4. To determine the students’ opinions on a healthy diet. 5. To determine how frequently do students eat certain types of food and know how often think they should eat. 6. To determine how frequently do students have some meals and how often think they should have them. 7. To characterize the views of students regarding their physical appearance. 10. To characterize the degree of friendship between students of the sample. In order achieve these objectives; several questionnaires were applied at different stages of the students’ sample. With regard to physical activity, the results indicate that most students practice some sport after classes and outside school. As for the autonomy of mobility and movement in the urban environment, the results show that most students have shown some freedom of movement; however they go to school, to the sports’ club or to their friends’ house almost always by car. In what it concerns to nutriment, the results show that, in general, students are aware of what is healthy eating, but when asked about the frequency they take some food some answers indicate some confusion. Regarding the determination of the degree of friendship, it appears that the students’ selection on most favourites and least favourites has nothing to do with the issue of weight. Finally, from the data obtained, from the majority of students, they are satisfied with their physical appearance and have no intentions to change it.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Sociologia da Infância
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10698
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdf939,42 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID