Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/10490

TítuloBluetooth naming for situated interaction in ubiquitous environments
Autor(es)Bernardo, José Francisco da Cruz
Orientador(es)José, Rui
Data28-Out-2009
Resumo(s)This work presents a study over Bluetooth naming and how it may be used as a simple interaction mechanism where people have active control on how they expose themselves and manage their Bluetooth presence. The main goal is to provide a control mechanism built on one’s presence and availability. Bluetooth Extended Naming (BEN), the technique here introduced, enables a selfexpression in a way that allows people to use their device name along with additional semantic elements as tags, commands, smileys, etc. In order to support this technique, an investigation effort was taken in order to identify and collect the needs and relevant aspects that would affect its use. Building on this and aiming to fulfill the goal of interacting with public displays, it was specified the grammar of a command language, its language processor developed and integrated on a reactive display control called Instant Places. The proposed language has been evaluated through several studies of diverse methodology that were conducted along different phases. Initially, a usability study based on questionnaires and procedural interviews was conducted in order to validate the feasibility of BEN as an interaction technique and to determine its limitations and optimizations. A public deployment of Instant Places with limited support of BEN also took place at this phase, for the purpose of collecting logs for analysis. Results of both studies showed no significant limitation, confirming the viability of the adoption of BEN as an interaction technique. In a later phase, a qualitative evaluation study was conducted on the command language usage. Results showed positive feedback from users and indicated a correct and successful usage of the language overall, even though some of the command purpose were not obvious. Bluetooth Extended Naming demonstrated to be functional and effective as technique for interaction. The results obtained regarding adoption rates and usage observations confirm this. The potential limitations that were anticipated, regarding public rejection and technical difficulties, revealed little impact on its use.
Este trabalho apresenta um estudo exploratório sobre como a nomeação Bluetooth pode ser utilizada como um mecanismo de interacção simples, que permita às pessoas ter um papel activo no modo pelo qual elas se expõe e gerem a sua presença Bluetooth. O objectivo não é suportar interacção complexa mas criar um mecanismo de controlo construído sobre o estar presente e dísponivel. A nomeação extendida Bluetooth (BEN), a técnica que este trabalho introduz, pretende disponibilizar um meio de expressão próprio que permita às pessoas utilizarem o nome Bluetooth do seu dispositivo pessoal com elementos adicionais com uma semântica própria, como tags, comandos, smileys, etc. De forma a suportar esta técnica de interacção, foi feito um levantamento sobre aspectos relevantes do uso do Bluetooth e limitações a vários níveis que pudessem condicionar a sua utilização. Sobre este conhecimento foi definida a gramática de uma linguagem de comandos que cobrisse as necessidades e os objectivos da interacção com ecrãs públicos através de BEN. Foi desenvolvido um processador baseado na gramática da ultima versão da linguagem e integrado num sistema reactivo de controlo de ecrãs denominado Instant Places. A linguagem proposta foi avaliada através de vários estudos de metodologia variada, efectuados em diferentes etapas. Inicialmente foi efectuado um estudo de usabilidade baseado em questionários e entrevistas procedimentais no sentido de validar a viabilidade da nomeação Bluetooth como técnica de interacção e de determinar limitações e possíveis optimizações. Nesta fase, foi também realizada uma instalação pública do sistema Instant Places com suporte limitado de interacção pela nomeação Bluetooth com geração de logs de utilização para análise. Os resultados iniciais demonstraram não haver limitações significativas quer ao nível dos dispositivos quer ao nível da sua utilização para que a técnica proposta seja adoptada. Numa fase posterior, foi efectuado um estudo baseado na avaliação qualitativa do uso da linguagem de comandos definida para suportar o BEN. O feedback obtido foi positivo e na generalidade, os resultados mostraram uma utilização correcta e bem sucedida da linguagem, apesar da finalidade não ser sempre ser óbvia. Observou-se a validação de algumas das decisões de design da linguagem e foram detectados pontos de evolução futura. A nomeação extendida Bluetooth mostrou ser uma técnica funcional e eficaz para efeitos de interacção. Os resultados relativos à sua adopção e a observações de utilização confirmam-no. As potenciais limitações iniciais revelaram pouco impacto na sua utilização, no que diz respeito a dificuldades técnicas e à rejeição por parte do público.
TipomasterThesis
DescriçãoDegree of Master Mobile Systems (Msc)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10490
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese.pdf2,14 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis