Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/10460

TítuloO cuidado informal à pessoa idosa dependente em contexto domiciliário : necessidades educativas do cuidador principal
Autor(es)Andrade, Fernanda Maria Mendes de
Orientador(es)Antunes, Maria da Conceição Pinto
Data6-Nov-2009
Resumo(s)Numa sociedade cada vez mais envelhecida, em que o aumento da necessidade de apoio às pessoas idosas dependentes emerge como um problema prioritário, interrogamo-nos sobre a necessidade de dar mais atenção à prestação de cuidados informais à pessoa idosa dependente em contexto domiciliário. Assim, o presente estudo visa identificar as necessidades educativas do cuidador principal na prestação de cuidados informais à pessoa idosa dependente no domicílio. Para a sua realização enveredamos por um Estudo de caso, seleccionando catorze cuidadores de pessoas idosas dependentes inscritas na sede de um Centro de Saúde pertencente à SRSVR. Como instrumento de recolha de dados utilizamos a entrevista semi-estruturada que aplicamos aos cuidadores principais. Paralelamente e como complemento, aplicamos um questionário de “administração indirecta” ao cuidador e três escalas para avaliar a capacidade funcional da pessoa idosa dependente (Escala de Barthel, Índice de Lawton y Brody e Escala de Pfeiffer, sendo as duas primeiras aplicadas ao cuidador e a terceira aplicada à pessoa idosa dependente). Os cuidadores referiram construir diariamente o seu processo formativo para cuidar, desenvolvendo capacidades pessoais através da experiência quotidiana, nomeadamente: a construção dum suporte social de apoio formal e/ou informal, a construção de um meio físico seguro para prestar cuidados, o conhecimento acumulado/perícia adquirida, o desenvolvimento da capacidade pessoal física e da capacidade pessoal emocional. Para além disso, os cuidadores aprendem por educação informal (com os vizinhos e familiares) e educação não-formal (através dos profissionais de saúde e/ou sociais), não sendo alvo dum processo de educação formalizado. Os cuidadores deixam antever necessidades em aprender a conhecer (quando invocam necessidades de informação/formação); em aprender a fazer (quando referem dificuldades na prestação de cuidados) e em aprender a viver junto e aprender a ser (quando se referem às dificuldades emocionais que advêm da prestação de cuidados). Relativamente ao contributo dos enfermeiros na sua preparação para cuidar da pessoa idosa dependente, os cuidadores enaltecem os domínios técnico e relacional do cuidado prestado, deixando transparecer que não existe uma relação pedagógica.
In a Society which is getting older everyday and where the need in supporting the dependent elderly increases as priority, we question the need in giving more attention regarding informal care given to the elder at their home. Therefore, this study aims to identify the principal care giver´s educational needs in the informal care given to the dependent elder at their home. For the studies´ achievement we underwent a case study, selecting fourteen dependent elderly care givers unrolled in a Health Centre belonging to the Sub-Region of Vila Real (SRSVR). As gathering data tools we used the semi-structured interview applied to the main care givers. Parallel and as a complement, we applied to a three scale care giver a questionnaire of “indirect administration”, to evaluate the functional capacity of the dependent elderly person (Barthel´s Scale, Lawton and Brody´s Index and Pfeiffer´s Scale, being the first two applied to the care giver and the third to the dependent elderly person). The care givers referred as daily constructing its formative process to care, developing personal capacities through a daily experience, namely: the construction of a formal/informal social support, the construction of a social space to give or minister care, the acquired knowledge / acquired expertise, the development of the physical personal capacity and of the emotional personal capacity. Furthermore, the care givers learn through informal education (with neighbours and family) and non formal education (with health and/or social professionals) not being the target of a formal educational process. The care givers predict necessities in learning and knowing (when they invoke information/training necessities); in learning and doing (when difficulties are referred in care giving) and in learning how to live together and learning how to be (when emotional difficulties are referred which come from the care provided). Regarding the nurse´s contribution in its preparation to care for the dependent elder, the care givers magnify their relational and technical domains of the care provided, making clear that there is no pedagogical relation.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Educação para a Saúde)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10460
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado
CIEd - Dissertações de Mestrado em Educação / MSc Dissertations in Education

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Mestrado_Fernanda_ Andrade-Versão_final.pdf2,4 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis