Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/10139

TitleO paradoxo da influência da emoção na memória implícita : acção nos processos ou contextualização episódica de tarefas
Author(s)Albuquerque, Pedro Barbas
Santos, Jorge A.
KeywordsMemória humana
Emoção
Issue date2000
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Estudos em Educação e Psicologia (CEEP)
JournalPsicologia: Teoria, Investigação e Prática
Citation"Psicologia : Teoria, Investigação e Prática". 5:1 (2000) 87-98.
Abstract(s)A relação entre a emoção e a memória tem sido estudada nos mais variados contextos. Os paradigmas de estudo mais usados podem ser circunscritos a três categorias: os estudos de memória dependente da emoção; os estudos de memória congruente; e os estudos de memória para determinados estímulos emocionais. Com o interesse crescente pela memória implícita, uma memória que se revela quando uma experiencia prévia facilita a realização de uma tarefa subsequente não requerendo a recuperação intencional ou consciente da experiência passada (Schacter, 1987b), a emoção começou a ser vista como uma potencial facilitadora da realização das medidas indirectas de memória. Este artigo pretende reflectir sobre o alcance e os limites da relação entre memória implícita e emoção.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/10139
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CAlg - Artigos em revistas nacionais/Papers in national journals
CIPsi - Artigos (Papers)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ref#11.PDF1,4 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID